Templo Budista de Brasília divulga programação da Quermesse 2018

Evento acontece em todos os fins de semana de agosto e terá foco em atividades que unam a comunidade do Templo

ReproduçãoReprodução

atualizado 01/08/2018 14:54

Um dos festejos mais tradicionais da capital federal, a 45ª Quermesse do Templo Budista começa neste sábado (4/8) e terá atividades durante todos os fins de semana do mês de agosto. O evento tem apoio da comunidade presente em torno da instituição: somente para a preparação da festa, foram oferecidas oficinas gratuitas de origami, para que os voluntários aprendessem a arte de dobraduras e contribuíssem com a decoração.

O evento conta com cerca de 150 voluntários, sendo que 30 deles confeccionaram flores e lanternas de papel, além de um lustre com mais de 600 tsurus, exposto no restaurante da festa. Por falar em comida, uma das grandes atrações da Quermesse é justamente a gastronomia. Além do tradicional yakissoba, a festa vai oferecer mais de 10 variedades de pratos orientais, além de cinco opções exclusivas no espaço gourmet – incluindo preparos veganos e vegetarianos.

Além dos pratos orientais, a Quermesse convidou diversos food trucks da cidade para complementar a festa: Geleia Burger, Crepe Voyage e Churros do Tio estão entre os selecionados. Na tentativa de reduzir a produção de lixo, a organização não vai distribuir copos descartáveis no evento: os visitantes poderão consumir as bebidas direto de latas ou, se preferirem, pagar um caução de R$ 6 num copo estilizado do evento. No final, cabe ao cliente definir se levará a lembrança para casa ou se recuperará o dinheiro.

Outra novidade é a presença de embaixadas convidadas com stands próprios, uma a cada fim de semana: Filipinas, Sri Lanka, Malásia e Myanmar, que vai dividir o espaço com a Índia. As representações diplomáticas vão se revezar para expor artesanato, comidas típicas e informações sobre os países aos visitantes.

Patrimônio
Durante a coletiva de imprensa de lançamento do evento, o monge Kyotoshi Sato anunciou que vai lançar a campanha pela inclusão do título de patrimônio cultural ao já existente de patrimônio histórico do Distrito Federal ao Templo.

“Festa é cultura? Religião é cultura? Política é cultura? Embora Dom Bosco fosse católico, gostaria que o Templo cumprisse a profecia dele”, afirmou o religioso, referindo-se à predição de 1883, que dizia: “Aparecerá aqui a Grande Civilização, a Terra Prometida, onde correrá leite e mel. Será uma riqueza inconcebível. E essas coisas acontecerão na terceira geração”.

45ª Quermesse do Templo Shin Budista de Brasília
Sábados e domingos de agosto, das 17h às 22h, no Templo Budista (315/316 Sul). Entrada: R$ 5. Classificação indicativa livre

Últimas notícias