UnB diz que não autoriza suspensão de aulas por conta de monkeypox

Na quinta-feira (4/8), alunos da Faculdade de Comunicação receberam comunicado via e-mail sobre as aulas a distância

atualizado 05/08/2022 11:47

Pessoa andando em corredorHugo Barreto/Metrópoles

Após a coordenação da Faculdade de Comunicação (FAC), da Universidade de Brasília (UnB), passar algumas disciplinas para o modelo remoto, a Administração Superior da instituição ressaltou ao Metrópoles que não está autorizada a suspensão de atividades acadêmicas ou administrativas em decorrência da varíola dos macacos, também conhecida como monkeypox.

O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (5/8). Na quinta-feira (4/8), alunos da Faculdade de Comunicação receberam comunicado via e-mail sobre as aulas a distância, além de recomendações de prevenção da doença.

A decisão ocorreu após a universidade ser notificada de que dois alunos que tiveram contato com pessoas infectadas pela varíola dos macacos. Agora, a UnB destacou que casos suspeitos devem permanecer afastados de suas atividades e seguir rigorosamente as orientações dadas pela Secretaria de Saúde do DF.

“A orientação para as pessoas da comunidade que estiveram em contato próximo com alguém que possa ter a doença é ficarem atentas ao aparecimento de sintomas como febre, mal-estar ou qualquer lesão dermatológica. Na ausência de sintomas, as atividades continuam normalmente”.

A universidade pediu que os alunos usem máscaras, cuidem da higiene das mãos e fique em espaços arejados. “A Universidade de Brasília informa que segue as orientações da Secretaria de Saúde do Distrito Federal”.

Mais lidas
Últimas notícias