Três caseiros viram o suspeito de chacina no DF na manhã deste domingo

Funcionários de fazenda em Cocalzinho encontraram Lázaro de Sousa próximo a uma porteira da propriedade. Acusado fugiu em direção à mata

atualizado 13/06/2021 14:25

Cerco policial busca por suspeito de matar família no DFRafaela Felicciano/Metrópoles

Três caseiros de uma fazenda de Cocalzinho (GO) viram, na manhã deste domingo (13/6), Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, suspeito de cometer uma chacina no Incra 9, em Ceilândia.

Os funcionários estavam armados com facões e foices e encontraram o acusado de matar a família quando fechavam uma porteira da propriedade. Segundo informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), isso aconteceu às 8h de hoje.

Lázaro fugiu e se escondeu, novamente, em uma mata fechada. Imediatamente, equipes da PMDF seguiram para a região e se posicionaram no cerco ao criminoso.

Veja fotos da operação:

0

Diversas forças policiais ocupam 17 fazendas na região de Cocalzinho. Unidades da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), da Polícia Militar (PMDF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF) estão espalhadas em pontos estratégicos. As buscas ocorrem em propriedades da região e na mata.

A PM e o Corpo de Bombeiros de Goiás também estão envolvidos na força-tarefa. O gabinete de crise, inclusive, foi montado pela PMGO.

Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos, esposa e mãe das vítimas. O corpo dela foi encontrado nesse sábado, em um matagal. O cadáver estava sem roupa e com diversos cortes nas nádegas, em uma zona de mata próxima à BR-070.

Últimas notícias