TRE-DF muda local da diplomação dos eleitos por causa de bolsonaristas

Diplomação ocorreria, anteriormente, no QG do Exército. Agora, será realizada no Centro de Convenções Ulisses Guimarães

atualizado 26/11/2022 18:28

foto colorida de bolsonaristas no qg do exército Vinícius Schmidt/Metrópoles

O Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF) mudou o local da cerimônia de diplomação dos eleitos no pleito de 2022. O evento ocorreria, anteriormente, no Auditório Pedro Calmon do Quartel General do Exército. A mudança ocorreu devido ao acampamento de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) que estão no local protestando contra a eleição de Lula (PT).

A Corte confirmou que a mudança do local de diplomação ocorreu por causa da concentração de bolsonaristas no local. Eles estão acampados desde 30 de outubro.

Durante o evento de diplomação, serão entregues os diplomas ao governador do DF, à vice-governadora, à senadora, ao suplente, aos deputados federais e deputados distritais vencedores das eleições de outubro de 2022.

A cerimônia será realizada no dia 19 de dezembro às 19h.

Pedido de desembargador do TRE-DF

Diante do protesto e do clima de polarização política, o desembargador do TRE-DF Souza Prudente pediu para que a solenidade ocorra no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Durante a sessão do TRE-DF, nesta quinta-feira (24/11), o magistrado sugeriu que o órgão não pagasse pelo aluguel, por se tratar de “serviço público essencial”.

“Peço que se requisite o plenário do Centro de Convenções de Brasília para que se realize [o evento] totalmente isento e fora de qualquer influência do poderio militar do Brasil”, afirmou Souza Prudente.

Veja imagens de protestos Brasil afora:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

Mais lidas
Últimas notícias