Após morte de Juarezão, DER anuncia obras de alargamento na DF-001

Acidente que matou ex-distrital ocorreu a poucos metros de placa que proíbe ultrapassagem. Trecho é temido por motoristas

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 03/07/2019 19:59

O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF) informou que dará início, nesta quinta-feira (04/07/2019), à obra de duplicação e alargamento da DF-001. Conhecido como BR da Morte, o trecho é temido por motoristas e teve como uma das vítimas recentes o ex-deputado distrital Juarezão, que morreu após tentar realizar uma ultrapassagem na estrada. O acidente fatal ocorreu no último dia 21 de junho.

De acordo com o DER-DF, a obra compreenderá a implementação de mais uma faixa de rolamento em cada sentido da rodovia, com previsão de instalação de separador de fluxo entre as pistas. O serviço será executado em aproximadamente oito quilômetros de extensão da via, que recebe em torno de 30 mil veículos diariamente.

Para a realização das obras, os acostamentos existentes serão transformados em pista de circulação de veículos por meio de um alargamento na plataforma da via, no sentido Brazlândia/Taguatinga, para que a rodovia passe a ter duas faixas de rolamento em cada sentido, separadas por barreira de contenção de concreto. Para essa ação, não serão necessárias mudanças no trânsito.

Segundo o órgão, o objetivo da intervenção é garantir mais segurança e, consequentemente, reduzir a quantidade de acidentes por colisões frontais. A previsão para execução do serviço é 180 dias.

Liberação de verbas

O governador Ibaneis Rocha (MDB) reforçou, cinco dias após a tragédia envolvendo o ex-parlamentar, o pedido de apoio ao governo federal para liberar as obras de duplicação da BR-080. “Estamos pedindo que [o governo federal] agilize os estudos no que diz respeito à rodovia DF-001. A gente espera, para os próximos 15 dias, que possamos iniciar a duplicação”, disse o gestor.

Uma semana antes da morte de Juarezão, Ibaneis visitou Brazlândia e anunciou que pretendia começar as obras de duplicação ainda neste ano. No entanto o projeto depende do apoio e da autorização do governo federal. “O presidente Jair Bolsonaro (PSL) tem se colocado à disposição, juntamente com seus ministros”, assinalou o governador.

Acidente

O Metrópoles esteve na rodovia após a morte do ex-distrital Juarez Carlos de Lima Oliveira, o Juarezão (PSB), 56 anos, e ouviu os condutores que passam pelo local. “Entendemos que a duplicação vai reduzir a quantidade de acidentes, mas é preciso que os motoristas tenham consciência e prudência. Eu passo por aqui todos os dias e cansei de ver ultrapassagens perigosas ou pessoas dirigindo drogadas e alcoolizadas”, disse Francisco Araújo de Oliveira, 52, morador de Padre Bernardo (GO).

O acidente com o ex-deputado ocorreu por volta das 19h, no Km 34 da pista, sentido Padre Bernardo (GO)-Brazlândia (DF). Juarezão bateu na traseira de uma carreta, próximo a uma placa que sinaliza ultrapassagem proibida, em um trecho conhecido como Sete Curvas. “Se você percorrer esse local, vai ver a quantidade de cruzes espalhadas pelos acostamentos. É uma prova de quanto o trânsito por aqui pode matar”, completou Francisco.

O asfalto é bom, porem é uma pista simples – só tem mão e contramão. Não existem pardais nem barreiras de velocidade. A via é repleta de marcas de frenagem. As curvas fechadas e a grande quantidade de carretas que trafegam no local deixam o trecho ainda mais perigoso. Os motoristas de carros pequenos circulam a mais de 100 km/h e fazem ultrapassagens arriscadas a todo momento. Nos 30 minutos em que a reportagem ficou no Km 34 da BR-080, no último dia 22, flagrou diversas ultrapassagens proibidas.

O acidente que tirou a vida de Juarezão ocorreu perto da chácara do irmão do ex-distrital. Única testemunha da tragédia, identificada até agora pela Polícia Civil, o motorista da carreta que se envolveu na colisão deu sua versão à Polícia Civil. Ainda na noite do acidente, o caminhoneiro afirmou que o ex-presidente da Câmara Legislativa (CLDF) tentou uma ultrapassagem pela faixa da esquerda, na subida, mas, ao ver que tinha outro carro se aproximando, teria tentado voltar para a direita e batido na traseira da carreta. O ex-distrital não teria tentado frear, segundo o condutor.

(Com informações da Agência Brasília)

Últimas notícias