Sem confirmação sobre novo lote de vacinas, DF tem estoque para 2 dias

Em 22 dias de campanha, foram imunizadas 115.369 pessoas, ou seja, cerca de 5,2 mil por dia. O estoque atual, contudo, é de 7,4 mil doses

atualizado 21/02/2021 16:16

Vacina CoronavacFábio Vieira/Metrópoles

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) tem atualmente estoque de 7.421 doses de imunizantes contra a Covid-19 para a primeira aplicação e de 61.755 doses para a segunda. Uma vez que, em 22 dias de campanha, 115.369 pessoas receberam a primeira dose no DF, a média diária de vacinados é de 5,2 mil. Dessa forma, caso a pasta mantenha o ritmo, a quantidade atual de imunizantes para a primeira dose pode esgotar em menos de dois dias.

No início deste mês, a secretaria havia anunciado a chegada de novo lote com 100 mil doses no dia 23, próxima terça-feira. Agora, porém, o órgão já não confirma o repasse desta quantia de imunizantes à capital pelo Ministério da Saúde.

Na última quinta-feira (18/2), o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, já havia comentado não saber quantas doses devem chegar ao DF nesta semana.

Em nota enviada ao Metrópoles nesse sábado (20/1), a secretaria disse que “há previsão de remessa de novas doses pelo ministério a partir de 23 de fevereiro”, mas que “ainda não há um quantitativo definido”. “A pasta aguarda as informações do órgão federal responsável pela distribuição das vacinas”, completou.

Procurado pela reportagem, o Ministério da Saúde não respondeu às perguntas em relação à data de envio das vacinas e do quantitativo previsto. “Não conseguiremos um posicionamento para sua demanda”, disse a assessoria de imprensa do órgão. O espaço segue aberto a manifestações futuras.

Incerteza

A ideia da Secretaria de Saúde era ampliar, nesta semana, a vacinação para mais um público idoso, de 78 anos. Contudo, a incerteza em relação à chegada dos imunizantes impede a confirmação da abertura de nova etapa da campanha e a tendência é que seja mantida apenas a imunização prioritária de idosos a partir dos 79 anos.

Na quinta, o Metrópoles questionou o secretário de Saúde sobre a possibilidade de faltar imunizantes no DF. Na ocasião, Osnei Okumoto disse “não crer que haja risco”.

“A gente reza todo dia para receber o quantitativo ideal, para que a gente possa expandir a nossa capacidade de vacinação. Não creio que tenha risco, só se realmente acontecer algum problema mais grave que essas doses não chegam aqui. Mas não tenho nenhum tipo de descrença que realmente haja risco da gente não receber as doses que esperamos no Distrito Federal”, afirmou.

Mesmo diante de um possível atraso, a secretaria disse que “não há previsão de compra direta de vacinas pelo GDF”.

Vacinados no DF

Até essa sexta-feira (19/2), 115.369 pessoas receberam a primeira dose das vacinas contra a Covid-19 no DF. Segundo o balanço mais atualizado da Secretaria de Saúde, deste total, 19.525 foram imunizados com a segunda dose.

Na sexta, o número de vacinados no dia já caiu para menos de mil pessoas: 898 receberam a primeira dose. Já em relação à segunda dose, foram 4.453 contemplados.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que “não partiu da pasta a redução do número de vacinados por dia”. “A redução ocorre de forma natural, uma vez que no início da campanha a procura pela imunização foi alta. A pasta reitera que não há como prever até quando o estoque de primeira dose vai durar, mas esclarece que ele está disponível para o público alvo desta primeira fase”, concluiu.

Veja, abaixo, o balanço de vacinados atualmente, por região:

Vacinados com a 1ª dose no DF:

  • Região de Saúde Central (Asa Sul, Asa Norte, Lago Sul, Lago Norte, Vila Planalto, Vila Telebrasília, Sudoeste/Octogonal, Cruzeiro e Noroeste): 43.781.
  • Região de Saúde Sudoeste (Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas, Águas Claras, Arniqueira e Vicente Pires): 19.849
  • Região de Saúde Oeste (Ceilândia, Brazlândia e Sol Nascente/Pôr do Sol): 13.137
  • Região de Saúde Sul (Gama e Santa Maria): 11.657
  • Região de Saúde Centro-Sul (Guará, Cidade Estrutural, SIA, SCIA, Candangolândia, Park Way, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e Riacho Fundo II): 11.632
  • Região de Saúde Norte (Sobradinho, Sobradinho II, Planaltina e Fercal): 9.917
  • Região de Saúde Leste (Paranoá, Itapoã, Jardim Botânico e São Sebastião): 5.396

Vacinados com a 2ª dose no DF:

  • Região de Saúde Central: 4.220
  • Região de Saúde Sudoeste (Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas, Águas Claras, Arniqueira e Vicente Pires): 4.023
  • Região de Saúde Norte (Sobradinho, Sobradinho II, Planaltina e Fercal): 3.472
  • Região de Saúde Sul (Gama e Santa Maria): 2.767
  • Região de Saúde Oeste (Ceilândia, Brazlândia e Sol Nascente/Pôr do Sol): 2.411
  • Região de Saúde Centro-Sul: 1.535
  • Região de Saúde Leste (Paranoá, Itapoã, Jardim Botânico e São Sebastião): 1.097
0

O Distrito Federal começou a vacinação contra o novo coronavírus no dia 19 de janeiro e, até agora, recebeu três remessas da vacina Coronavac, totalizando 162.560 doses.

Também foram recebidas outras 41,5 mil doses da vacina Covishield – desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca. Cerca de 5% das doses das vacinas são reservadas tecnicamente para repor eventuais perdas.

A vacina CoronaVac tem intervalo de aplicação entre as doses de 14 a 28 dias. Devido a isso, metade das doses recebidas são reservadas para a segunda aplicação. Já com a vacina de Oxford, esse intervalo é de até 90 dias.

Desde o início da pandemia de coronavírus, o DF já notificou 288.977 contaminações e 4.747 óbitos em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, foram registrados nove mortes, segundo dados da Secretaria de Saúde do DF, atualizados nesse sábado (20/2).

Últimas notícias