Secretário quer reabrir DPs em 15 dias com convocação de voluntários

Na última segunda-feira (7/1), duas delegacias voltaram a funcionar 24h por dia e sete dias na semana

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 11/01/2019 18:06

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal vai lançar o programa SOS Segurança nesta sexta-feira (11/1). O objetivo principal do governo é reduzir os índices de criminalidade e aumentar a sensação de segurança. Uma das medidas prioritárias é a reabertura das delegacias que não funcionam em regime de plantão.

Ao Metrópoles, o secretário da pasta, Anderson Torres, explicou que pretende aumentar o efetivo da Polícia Civil (PCDF) a fim de prestar melhor assistência à população. Ele condicionou a execução da medida, no entanto, ao apoio dos deputados distritais. “Vamos enviar um projeto de lei à Câmara Legislativa para criar serviços temporários e voluntários na Polícia Civil. Se for aprovado, todas as delegacias serão reabertas em até 15 dias”, prometeu.

O lançamento do programa ocorrerá na Praça do Buriti e contará com a presença do governador Ibaneis Rocha (MDB), do vice-governador Paco Britto (Avante); do coronel Júlio César, da Casa Militar; do secretário de Segurança, Anderson Torres; da comandante-geral da PMDF, coronel Sheyla Sampaio; do comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Carlos Emilson; e do diretor-geral da Polícia Civil, Robson Cândido.

O SOS Segurança, sob o guarda-chuva do SOS DF, tem como meta que o trabalho da área no DF seja pautado por ações bem definidas, com estratégias claras traçadas e mais policiais nas ruas. Em agendas anteriores, Ibaneis já havia afirmado que vai criar uma gratificação para os policiais civis e aumentará os valores dos benefícios dos policias militares, que, de acordo com o emedebista, hoje é de R$ 300.

“Vamos nivelar os dois em R$ 400 para eles trabalharem nos horários da folga, e vamos instituir uma gratificação na PCDF em torno de R$ 2,5 mil para os policiais que queiram retornar à atividade”, disse o governador.

Policiamento ostensivo
Outra iniciativa da atual gestão é a Operação Prioridade, que vem sendo executada pela Polícia Militar nas regiões administrativas. Na tarde desta sexta-feira, a corporação vai atuar na área central de Brasília e empregará 373 policiais e 100 viaturas.

Militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Choque (BPChoque), Batalhão com Cães (BPCães), Grupo Tático Operacional (GTOP), Batalhão de Trânsito (BPTran), Rotam e o Regimento de Polícia Montada (RPMon) também foram escalados. As primeiras regiões atendidas pela força-tarefa da corporação foram: Ceilândia, Samambaia e Planaltina.

“O resultado tem sido muito positivo. Mais de mil pessoas já foram abordadas, uma média de 40 prisões e apreensões, cinco armas de fogo retiradas de circulação, cerca de 150 veículos abordados, celulares e bicicletas recuperados, diversas apreensões de drogas e três mandados de prisão cumpridos”, informou a PM por meio de nota.

Duas delegacias 
Na segunda-feira (7), a 11ª Delegacia de Polícia (Núcleo Bandeirante) e a 19ª Delegacia de Polícia (Ceilândia Norte) voltaram a operar 24 horas, sete dias por semana.

Voluntários foram escalados dentro da corporação para cumprir a jornada de trabalho. De acordo com o vice-governador, Paco Britto, 200 agentes se habilitaram para, em suas folgas, trabalharem nas delegacias reabertas, mediante remuneração pelas horas extras.

“Nós temos 12 delegacias para serem reabertas ainda. Esse é o começo do cumprimento das promessas do governo Ibaneis na área de segurança. E a reabertura das outras depende só do remanejamento de verbas pelo secretário de Fazenda, André Clemente”, pontuou.

Para o diretor-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido, a escolha das unidades de Ceilândia Norte e do Núcleo Bandeirante é estratégica.

Em Ceilândia, em razão dos altos índices de criminalidade na região administrativa, sobretudo na área de cobertura da 19ª DP. No Núcleo Bandeirante, a questão se deve à grande densidade populacional de pessoas que estavam sem a devida cobertura. Além desta cidade, moradores do Park Way e da Candangolândia tinham de se deslocar até Taguatinga Sul para registrar ocorrências à noite.

O presidente do Sindicato dos Delegados de Polícia Civil (Sindepo), Rafael Sampaio, acredita que a reabertura das delegacias trará o índice de criminalidade de volta à realidade.

Nomeações
O governador Ibaneis nomeou, nesta sexta-feira, a cúpula da PCDF. O diretor-geral da corporação, Robson Cândido, terá como adjunto o delegado Benito Tiezzi. Joás Rosa de Souza, que chefiava a 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga), será o número dois do diretor do Departamento de Polícia Circunscricional (DPC), Jeferson Lisboa.

O DODF não trouxe ainda as nomeações das delegacias circunscricionais nem das especializadas. A previsão é de que os nomes sejam divulgados na semana que vem.

Confira a lista completa:

DODF by on Scribd