PCDF prende homem que matou vizinho com tiros na cabeça em emboscada

Após um desentendimento com jovem de 18 anos, Antônio Ribeiro Moura efetuou diversos disparos contra a vítima e fugiu

Ednilson Aguiar/ O LivreEdnilson Aguiar/ O Livre

atualizado 21/05/2019 19:20

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem de 53 anos suspeito de ter matado um jovem em 12 de maio, no Setor de Chácaras Lúcio Costa. A vítima, de 18 anos, era vizinha do acusado e foi atingida com disparos de arma de fogo na cabeça e no tórax. O crime teria sido motivado por uma discussão ocorrida dias antes, que teria resultado em agressões recíprocas.

Antônio Ribeiro de Moura recebeu voz de prisão no momento em que se apresentava à polícia, na presença de seu advogado. Após o crime, ele se desfez da arma utilizada e foi considerado foragido. O suspeito disse ter passado os últimos dias em Barra do Garças, município mato-grossense próximo à divisa com Goiás.

De acordo com o delegado-chefe da 8ª Delegacia de Polícia (SIA), Rodrigo Bonach, Antônio e a vítima tinham desavenças devido ao comportamento do jovem. “No Dia das Mães, ele encontrou a vítima em um bar, voltou para casa, pegou a arma e a aguardou em emboscada. Quando o rapaz passou, ele começou a atirar e, mesmo depois de o garoto ter caído, continuou atirando no rosto dele, o que demonstra a intenção de execução”, descreveu Bonach.

O acusado possui passagens pelos crimes de dupla tentativa de homicídio, porte ilegal de arma de fogo e por colocar a vida de outras pessoas em risco. “Agora, ele vai responder por homicídio qualificado, porque a vítima não teve nenhuma oportunidade de se defender”, explicou o delegado.

A arma utilizada também não foi encontrada. Antônio não deu explicações de onde ela possa estar. “Mais um motivo para a manutenção da prisão preventiva. Ele pode ter uma arma à disposição, e isso demonstra sua alta periculosidade”, concluiu Bonach.

Últimas notícias