PCDF prende bando que roubava carros e trocava por drogas no Paraguai

Os suspeitos conduziam três veículos roubados. Um criminoso foi preso ainda em território nacional, outros dois chegaram ao país vizinho

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 20/05/2019 19:15

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desarticulou uma organização criminosa especializada no roubo de veículos, que eram trocados por drogas no Paraguai. Três integrantes da quadrilha foram presos nesta segunda-feira (20/05/2019) durante força-tarefa formada pelas coordenações de Crimes Patrimoniais (Corpatri) e de Repressão às Drogas (Cord). A ação também resultou na apreensão de carros e cocaína.

Os investigadores começaram a apurar o esquema após uma denúncia anônima. Segundo a acusação, a quadrilha levava os carros ao Paraguai após adulterar documentos e sinais identificadores. Parte dos valores dos crimes era trocado por entorpecentes. A força-tarefa conseguiu seguir um comboio de criminosos até a cidade de Capitan Bado, no país vizinho.

Os suspeitos conduziam três veículos roubados no DF. Um dos carros foi apreendido ainda em território nacional. Uma caminhonete S10 e uma Pajero chegaram a atravessar a fronteira, impedindo a intervenção policial. Por meio de fotos de satélite e acompanhamento, os agentes identificaram uma casa no Paraguai usada como ponto de recepção dos automóveis e distribuição de drogas.

Segundo o delegado da Corpatri, Erick Sallum, os alvos escaparam do monitoramento durante o trajeto até o Paraguai. No entanto, quando os policiais retornavam ao DF, um dos bandidos se hospedou no mesmo hotel da equipe da força-tarefa. “De todos os estabelecimentos da cidade, o criminoso escolheu justamente aquele em que estávamos”, comentou o policial.

O diretor da Corpatri, delegado André Leite, ressaltou que a operação tinha como principal foco neutralizar uma rota de tráfico de drogas alimentada pelo roubo de veículos na capital da república. “Havia uma facilidade dessa organização criminosa em transportar veículos para o Paraguai e trocá-los por drogas. De uma só vez conseguimos acabar com essa conexão”, disse.

O delegado Erinson Abdala, da Cord, esteve na linha de frente da operação, participando das ações em solo paraguaio. “Essa ação mostra a força que as unidades especializadas da PCDF podem ter quando realizam trabalhos em conjunto. Além de prendermos os principais autores, recuperamos os veículos que seriam trocados pela droga”, ressaltou.

Líder
Erick Sallum destacou que um dos líderes da organização criminosa foi preso e encontra-se à disposição da Justiça. “Também foram apreendidos uma moto com valor aproximado de R$ 45 mil, um Honda Civic, um Bora, uma Saveiro e meio quilo de cocaína”, detalhou.

Os envolvidos responderão por organização criminosa, tráfico internacional de drogas, roubo, adulteração de veículos, uso de documento falso, receptação e lavagem de dinheiro. As penas ultrapassam 30 anos de prisão. “”

O diretor da Cord, delegado Rogério Rezende, ressaltou a capacidade operacional da Polícia Civil em desarticular rotas de tráfico internacional de drogas. “Efetuar prisões em todo território nacional, apurando fatos que se dão a quase 1,5 mil quilômetros de distância, mas que repercutem diretamente no DF, demonstra que estamos no caminho certo”, afirmou.

Últimas notícias