DF: PM de folga salva bebê de incêndio provocado pelo próprio pai

Militar arrombou o portão da casa, salvou a criança e deu voz de prisão ao homem. Suspeito alegou querer chamar atenção da ex

Imagem cedida ao MetrópolesImagem cedida ao Metrópoles

atualizado 28/11/2019 18:57

Um homem se trancou com seu filho de 9 meses e incendiou a própria residência, na QNN 21/23, em Ceilândia, na manhã desta quinta-feira (28/11/2019). Segundo ele, o objetivo era chamar atenção da ex-esposa. Próximo ao local, um policial militar de folga conseguiu arrombar o portão do prédio de dois andares, salvou a criança, rendeu o suspeito e acionou a corporação.

O incêndio foi controlado por populares, e o menino foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF). Por conta da fumaça inalada, o bebê foi encaminhado ao Hospital Regional de Ceilândia (HRC) consciente, orientado e estável.

Ao Metrópoles, o sargento da PMDF Antônio Neto contou que estava em um lava jato quando um morador da quadra pediu ajuda para retirar o bebê da residência. “Um morador, que sabe que sou militar, chegou dizendo que tinha uma casa pegando fogo com uma criança dentro”, disse.

Ao chegar ao local, o 1º SGT Antônio Neto tentou entrar, mas não conseguiu, porque a entrada do apartamento estava bloqueada. Pelo apartamento da vizinha, ele conseguiu chegar a um acesso onde se deparou com uma grade. Logo avistou o suspeito, que estava com a criança no colo.

“Quando cheguei lá, encontrei o pai nos fundos, segurando o filho, e pedi para ele entregar o menino. Como se recusou, arrombei o portão, peguei a criança e dei voz de prisão, enquanto aguardava as viaturas chegarem”, completou o militar.

Segundo o PM, no momento em que foi resgatado, o bebê apresentava olhos avermelhados, muita coriza e dificuldade para respirar, provavelmente pela aspiração da fumaça.

Veja imagens da ação: 

 

 

O analista de sistemas Lucas Nere, 26 anos, foi uma das pessoas que estavam no local e ajudaram no caso. “Ele estava do outro lado, com o bebê no braço dizendo que estava fazendo churrasco, mas a fumaça estava tão grande que o olho do bebê já estava vermelho”, contou.

Segundo Lucas, a mulher saiu para pedir ajuda, mas o suspeito se trancou na residência. “A gente entrou pela casa da vizinha, subiu pelo outro lado. O policial estourou a porta, pegamos a criança, e o pai foi rendido. Ligaram pra polícia e o levaram para a delegacia”, relatou.

Queria “dar um susto”

De acordo com o sargento Neto, o homem informou ter colocado fogo na casa com a criança para chamar atenção da ex-esposa. “Disse que ela havia se separado dele e não queria deixá-lo ver o menino. Ontem, descobriu que ela se relacionou com outra pessoa e fez isso para dar um susto”, narrou.

O suspeito foi encaminhado para a 24ª Delegacia de Polícia (Setor O) e responderá por tentativa de homicídio. De acordo com o militar, o homem já possui passagens pelo mesmo crime e por roubo.

A criança recebeu os primeiros socorros da equipe do Corpo de Bombeiros, que também apagou as chamas no imóvel. Depois, o menino foi levado para o Hospital Regional de Ceilândia, onde ficou em observação.

Últimas notícias