Segundo PM a morrer vítima de Covid-19 no DF era subtenente da corporação

João Seixas Estefânio estava entubado e recebendo uma série de medicamentos, mas quadro clínico se agravou até ele sofrer parada cardíaca

atualizado 04/06/2020 19:54

homem careca sorrindoReprodução

O segundo policial militar do Distrito Federal morto em decorrência de infecção provocada pelo novo coronavírus perdeu a luta contra a doença às 14h10 desta quinta-feira (04/06), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora, no Gama. O subtenente da reserva remunerada João Seixas Estefânio (foto em destaque) estava entubado e recebendo uma série de medicamentos, mas o quadro clínico se agravou até o militar sofrer parada cardiorespiratória.

Na noite desta quinta (4), o Comando-Geral da PMDF publicou nota de pesar pela morte do subtenente.

“É com imenso pesar que a Polícia Militar do Distrito Federal informa o falecimento do ST RR Jõao Seixas Estefânio. Ele faleceu por volta das 14h desta quinta-feira (04) no Hospital Maria Auxiliadora.  A Policia Militar do Distrito Federal se solidariza com toda a família do policial neste momento de dor”, diz a nota.

O primeiro policial militar a morrer vítima de Covid-19 no DF foi o sargento Romildo Pereira, 50 anos. O falecimento ocorreu às 16h15 de 2 de abril. O sargento foi o quinto morador da capital do país a não sobreviver ao coronavírus.

O militar estava entubado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde 26 de março, quando chegou à emergência apresentando febre e insuficiência respiratória.

Veja fotos:

0

 

Com 29 anos de corporação, Romildo era lotado em um batalhão da PMDF em Samambaia. O sargento começou a sentir os efeitos semelhantes aos de uma gripe em 20 de março.

 

Últimas notícias