GDF abre hospital com 100 leitos para pacientes de Covid-19

Centro de atendimento é destinado a doentes graves e será preenchido de acordo com fila da central de regulação

hospital de campanha da polícia militar do DFSecretaria de Saúde/Divulgação

atualizado 01/08/2020 17:25

O hospital de campanha montado no Centro Médico da PMDF começará a receber pacientes graves de Covid-19 nas próximas horas deste sábado (1/8).

A unidade conta com 80 leitos de internação e 20 leitos de enfermaria que estarão destinados aos doentes infectados pelo novo coronavírus que precisam de cuidados intensivos. O diferencial do hospital é possuir suporte para a realização de diálise, comum em quadros graves da infecção.

O hospital estava pronto há 15 dias mas, por conta de uma medida imposta pelo TCDF que não permitia repasses à empresa contratada para gerir o local, permanecia de portas fechadas. A medida foi originada a partir de ação do Ministério Público de Contas que apontou possíveis irregularidades na contratação da empresa que vai administrar a unidade hospitalar. A decisão foi derrubada na noite de quinta-feira (30/07) por um despacho do conselheiro Inácio Magalhães Filho, conforme antecipou a coluna Grande Angular, do Metrópoles.

0

Por se tratar de uma unidade especializada em leitos de UTI, o hospital será ocupado de acordo com a ordem determinada pela central de regulação. Com o reforço, a rede pública de saúde passa a contar com 757 leitos com suporte de ventilação mecânica para tratamento da Covid-19.

Na manhã deste sábado, o secretário de saúde, Francisco Araújo, esteve no local para uma vistoria do centro de atendimento. “Depois de muito suor e esforço de toda a equipe da Secretaria de Saúde sempre orientados pelo governador Ibaneis, nós entregarmos no auge da pandemia no Distrito Federal esse hospital com 80 leitos de UTI, isso é, sem sombra de dúvidas, um grande passo no sentido de proteger as pessoas e cuidar dos cidadãos do DF”, afirmou.

Nessa quinta-feira, o governador Ibaneis disse ao Metrópoles que, nos próximos dias, outros 75 leitos devem ficar prontos e reforçar o sistema de saúde do DF, sendo 25 deles de gestão da própria Secretaria de Saúde e outros 50 em parceira com o Ministério da Saúde.

Últimas notícias