DF tem 46 mortes e mais de 44 mil casos de dengue em 2020

Número de registros tem diminuído por conta da seca, mas ainda é 21,9% maior do que no ano passado

atualizado 31/08/2020 20:44

Mosquito da dengueFÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO

Graças ao período de seca, o número de casos prováveis de dengue registrados pela Secretaria de Saúde no Distrito Federal tem crescido em menor proporção. Enquanto que as chuvas resultavam em cerca de 2 mil novos contágios por semana, 336 pessoas pegaram a doença na segunda semana de agosto, totalizando 44.277 casos em 2020.

O número é 21,9% maior que o contabilizado no mesmo período do ano passado. Segundo o boletim epidemiológico da Saúde, são pelo menos 30 regiões administrativas consideradas com alta incidência para a dengue, sendo Ceilândia a líder nos registros (4.954 casos).

Gama, Santa Maria, Samambaia e Taguatinga também apresentam altos números e ultrapassam os 3 mil casos cada uma durante 2020.

Com relação ao número de óbitos, o DF apresenta redução em comparação com o ano passado. Neste ano, foram 43 mortes registradas de pessoas com dengue; em 2019, houve o registro de 46 falecimentos em decorrência da doença.

0

Últimas notícias