Deputados do PT no DF comemoram liberdade de Lula

Para distritais, prisão do ex-presidente era ilegal. Ele se beneficiou da mudança de entendimento do STF sobre detenção após 2ª instância

Heloíse Corrêa/Secom UnBHeloíse Corrêa/Secom UnB

atualizado 08/11/2019 18:14

A soltura do ex-presidente Lula, autorizada pela Justiça nesta sexta-feira (08/11/2019), foi recebida com euforia por políticos petistas do Distrito Federal.

O deputado distrital Chico Vigilante (PT-DF) disse que pretende se encontrar com o ex-presidente nos próximos dias. “Eu recebi a notícia com muita felicidade, foi um pesadelo que saiu das nossas costas. É o fim de uma decisão injusta, que está provada para o mundo inteiro ser errada”, disse.

“Agora, Lula sai de cabeça erguida, não da forma humilhante que a força-tarefa da Lava Jato queria impor a ele. Uma coisa imoral que era impor o uso de tornozeleira eletrônica”, opinou o parlamentar.

Colega de Chico Vigilante na Câmara Legislativa (CLDF), Arlete Sampaio (PTDF) classifica o ato como “importante” e diz que o Supremo Tribunal Federal (STF) fez cumprir a Constituição ao proibir a prisão antes do trânsito em julgado da sentença condenatória.

“A liberdade de Lula foi só o primeiro passo. Vamos trabalhar para anular o julgamento, sabidamente parcial e no qual houve perseguição e corrupção de membros da Lava Jato”, disse a deputada.

Apoiadores do ex-presidente se reuniram, desde as 17h, no Sindicato dos Bancários, onde acompanharam a movimentação em torno da liberdade de Lula na página oficial do petista no YouTube.