Parlatório virtual começa a funcionar na Papuda nesta quarta (15)

Poderão ser realizados até cinco atendimentos de advogados a presos por videoconferência a cada dia, com duração máxima de 30 minutos cada

atualizado 15/04/2020 11:56

portas da papudaGláucio Dettmar/CNJ

A partir desta quarta-feira (15/04), os presídios do Distrito Federal contarão com o parlatório virtual. O sistema permite que os advogados atendam aos presos por meio de videoconferência. A medida foi adotada para evitar a propagação do novo coronavírus. O Complexo Penitenciário da Papuda tem 23 internos e 20 policiais penais contaminados.

O parlatório virtual foi testado nessa terça-feira (14/04) e é uma parceria da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) com a Subsecretaria do Sistema Penitenciário da Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (Sesipe).

Definida inicialmente para começar no Centro de Internamento e Reeducação (CIR), no Centro de Progressão Penitenciária (CPP) e no bloco 5 do Centro de Detenção Provisória (CDP), a medida foi estendida para todo o sistema carcerário diante do aumento do número de casos de agentes penitenciários e de internos contaminados com o coronavírus.

Os agendamentos para o atendimento no parlatório virtual começaram nesta quarta-feira (15/4) para o Centro de Internamento e Reeducação (CIR) e serão abertos, gradualmente, até o final do mês, para todo o sistema, conforme o cronograma:

14/04: Centro de Internamento e Reeducação (CIR)
15/04: CIR e Centro de Progressão Penitenciária (CPP);
17/04: Blocos 1, 2 e 3 do Centro de Detenção Provisória (CDP);
20/04: Blocos 4, 5, 6 e 7 do CDP;
22/04: Penitenciária Feminina (PFDF);
24/04: Penitenciária do Distrito Federal 1 (PDF 1);
27/04: Penitenciária do Distrito Federal 2 (PDF 2).

Em caso de alteração das datas, a OAB/DF informará imediatamente a advocacia. Mais informações, clique aqui.

 

Últimas notícias