Os bastidores da cobertura policial de um jeito que você nunca viu

Blogueiro bolsonarista compra carro no DF e dá calote em proprietário

Oswaldo Eustáquio alega ter sido enganado no processo de aquisição do veículo

atualizado 25/10/2021 9:58

Oswaldo EustáquioReprodução

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio está sendo acusado de furto após comprar um carro e deixar de pagar as prestações. O veículo foi apreendido pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) em 4 de setembro. Na ocasião, era conduzido por um amigo do influenciador.

No dia da apreensão do Citroën Aircross comprado por Oswaldo, o bolsonarista estava no México. O homem que dirigia o automóvel pelo Lago Sul, área nobre de Brasília, no momento da abordagem policial, era Hugo Alves dos Santos, braço direito de Oswaldo.

Segundo apurou a coluna, o proprietário do veículo afirmou ter deixado o Citroën em uma revendedora de Curitiba (PR). O carro foi repassado e, durante dois anos, as parcelas foram devidamente pagas. Quando o dinheiro deixou de entrar, ele teria decidido abrir uma ocorrência policial para resolver o problema.

Parcelas

Procurado pelo Metrópoles, Oswaldo afirmou ter sido enganado no negócio. “Uma pessoa da minha confiança pediu para vender o carro e aceitei no intuito de ajudar esse amigo. Entre uma das minhas prisões, descobri que ele não estava pagando as parcelas”, explicou.

O blogueiro afirma que o carro está quitado e pede para a polícia devolvê-lo. “O menino dono do carro disse que foi induzido ao erro e esse carro está me fazendo falta. Fui vítima de um golpe”, protestou Oswaldo.

Alvo do inquérito que investiga atos antidemocráticos contra o Supremo Tribunal Federal (STF), Eustáquio ficou preso de 26 de junho a 5 de julho deste ano.

Mais lidas
Últimas notícias