Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

“Alexandre de Moraes foi Madre Teresa de Calcutá”, ironiza Oswaldo Eustáquio após expulsão do PTB

O bolsonarista Oswaldo Eustáquio disse que está sendo perseguido no PTB

atualizado 08/10/2021 12:57

Oswaldo EustáquioHugo Barreto/Metrópoles

O bolsonarista Oswaldo Eustáquio chamou as novas lideranças do PTB de “psicopatas”, nesta sexta-feira (8/10). Em entrevista ao canal Aryane Garcia, no YouTube, Eustáquio criticou a vice-presidente nacional do partido, Graciela Nienov, após o anúncio de expulsão dele da sigla.

Ao criticar o movimento da nova chefe do PTB – que está na função desde a prisão do presidente Roberto Jefferson –, Eustáquio mostrou notas fiscais de gastos de Graciela com alimentação e contratos feitos por meio da agremiação política.

O bolsonarista ironizou a expulsão do partido, ao compará-la com os mandados de prisão contra ele, emitidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

0

“São tão psicopatas que estão dando notícia falsa. O Alexandre de Moraes, então, virou uma Madre Teresa de Calcutá, porque ele pelo menos fez um processo legal para me prender. O Ministério Público opinou… Alexandre de Moraes, ó: beijo para você, amigo agora. Me prendeu três vezes, mas pelo menos fez um processo legal. Agora, o PTB pega e diz: ‘Tá expulso, cartão vermelho'”, declarou.

Eustáquio afirmou que está “sendo perseguido por essa turma que, comprovadamente, fez o mau uso do dinheiro público”.

Na quarta-feira (6/10), o PTB anunciou a expulsão de Oswaldo Eustáquio, de Fadi Faraj e da filha de Roberto Jefferson, Cristiane Brasil.

Últimas notícias