MPDFT pede intimação de fazendeiro que ameaçou e chamou Ibaneis de “agiota”

Todos os envolvidos na queixa-crime impetrada pelo governador serão chamados para prestar depoimento na primeira audiência do caso

atualizado 07/07/2020 19:18

Sede do MPDFTDANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) pediu, nesta terça-feira (7/7), a intimação do ativista André Luiz Bastos de Paula Costa e de todos os envolvidos em queixa-crime apresentada pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) com alegação de injúria. Em 30 de junho, o chefe do Executivo local impetrou a queixa após a circulação de vídeo nas redes sociais em que o fazendeiro goiano chamou o emedebista de “agiota safado” e o ameaçou: “Nós vamos te pegar”.

Agora, o MPDFT pede que os envolvidos, inclusive o autor da queixa, o governador Ibaneis Rocha, sejam intimados para a realização da primeira audiência do processo.

As ameaças do fazendeiro a Ibaneis também são apuradas pela Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), da PCDF.

No vídeo, André Luiz aparece em uma área rural, com uma caminhonete ao fundo. No início, ele se queixa de o acampamento onde se concentravam produtores rurais de todo o país ter sido desfeito à força pela Polícia Militar. “Governador Ibaneis, o senhor foi hoje (dia 13/06) lá no QG Rural, do lado do Ministério da Agricultura, e mandou derrubar nosso acampamento lá, né?”, diz o homem.

0

O integrante do grupo de extrema-direita prossegue e faz a primeira ameaça contra o chefe do Executivo local. “Pois é, governador, o senhor derrubou o acampamento de todos os produtores rurais do Brasil. Somos nós que estamos mantendo este país e nós não vamos aceitar a truculência, a forma como o senhor agiu, senhor Ibaneis. Nós vamos mostrar pro senhor com quem que o senhor mexeu”, ameaçou.

 

Últimas notícias