Observadora do cenário político do DF, lança luz nos bastidores do poder na capital.

Com 38 mortes, DF bate recorde diário e conta 700 óbitos por coronavírus

Considerando os falecimentos de pacientes de outras unidades da Federação, registros nesta terça sobem para 41 e chegam a 767 no total

atualizado 07/07/2020 19:40

EnterroRafaela Felicciano/Metrópoles

Nas últimas 24 horas, foram notificadas 38 mortes de moradores do Distrito Federal em decorrência de coronavírus. Trata-se de novo recorde diário de óbitos. Com os registros mais recentes, a capital do país alcança a marca de 700 falecimentos desde o início da pandemia de Covid-19.

Considerando os falecimentos de moradores de outras unidades da Federação que estavam em tratamento na rede de saúde do DF, o número nesta terça-feira (7/7) sobe para 41 e o total de mortes chega a 767.

As perdas mais recentes são de moradores das seguintes regiões administrativas: Ceilândia, Samambaia, Taguatinga, Planaltina, Gama, Recanto das Emas, Guará, Santa Maria, Sobradinho, Paranoá, Brazlândia, Riacho Fundo e Pôr do Sol.

A quantidade de infectados chegou, de acordo com informações do Painel Covid-19, alimentado pelo Governo do Distrito Federal (GDF), a 62.694: foram 2.311 diagnósticos positivos nesta terça.

0

De acordo com a Secretaria de Saúde, dos 41 óbitos contabilizados, apenas 23 ocorreram no mês de julho. Os demais foram nas semanas anteriores mas só entraram para a estatística oficial nesta terça-feira.

Três pacientes não apresentavam nenhuma doença pré-existente considerada como comorbidade. A maioria dos óbitos foi de pacientes do sexo masculino: 26.

Últimas notícias