*
 

A Justiça do DF decretou a prisão preventiva de Fagner Mororó Ramos (foto em destaque), homem que foi flagrado por câmeras de segurança agredindo a ex-namorada (veja abaixo), no Hotel Canal Hum de Taguatinga Centro, na semana passada. Agora, ele é considerado foragido. Na tarde dessa quarta-feira (5/12), o advogado do suspeito compareceu à 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) para comunicar que seu cliente não se entregaria.

De acordo com o delegado adjunto da 12ª DP, Paulo Almeida, equipes da PCDF estão à procura de Fagner. Caso alguém tenha informações sobre o acusado, ligue para 197 e faça uma denúncia, recomenda o policial. Almeida ressalta que o anonimato é garantido.

 

O crime ocorreu na última quinta (29/11). A vítima é uma recepcionista do hotel. Segundo o delegado Josué Ribeiro, da 12ª DP, o homem sempre teve temperamento explosivo e possui duas outras ocorrências anteriores – ambas de violência doméstica – registradas contra Fagner por diferentes mulheres. “Em uma das vezes, a vítima desistiu de levar o caso adiante. Já o outro caso segue na Justiça”, destacou o policial.

Com medo do agressor, a diarista recorreu à Justiça e solicitou medida protetiva. Atualmente, está escondida em “lugares desconhecidos pelo autor”, conforme disse o delegado.

Sob a condição de anonimato, uma pessoa conhecida da vítima contou ao Metrópoles que, após as agressões, o homem roubou o celular da ex-companheira e distribuiu fotos íntimas dela em grupos de
WhatsApp.

 

Separação
A vítima e o agressor estavam separados há três meses. Eles ficaram juntos cerca de três anos. “Ela nunca contou detalhes do relacionamento, só que ele não queria que ela trabalhasse de jeito nenhum e que ele não podia saber onde ela estava”, relatou a pessoa que falou com o Metrópoles.

O agressor esteve no hotel à tarde perguntando pela ex-mulher, que não estava no local. “Ele voltou à noite, mas não o reconheci porque estava de boné e uma jaqueta. Ela ficou muito assustada com a presença dele ali”. De acordo com a informante, Fagner estava com uma faca.

A funcionária foi socorrida e encaminhada para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT), depois seguiu para exames no Instituto Médico Legal (IML).