Golpe do falso emprego faz 400 vítimas no Distrito Federal

Os candidatos entregaram a carteira de trabalho aos criminosos e ainda pagaram taxa de R$ 30 para participar da falsa seleção

atualizado 28/10/2021 10:25

FilaFoto: Reprodução/Youtube

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga um falso processo seletivo de emprego em Santa Maria que vitimou 400 pessoas, no sábado (23/10). Segundo a apuração, cada um dos candidatos chegou a transferir R$ 30 para a empresa, com o objetivo de participar da seleção.

De acordo com a delegada responsável pelo caso, Cláudia Alcântara, a falsa empresa cobrou o valor dos candidatos para fazer os exames admissionais e pediu que todos entregassem carteira de trabalho e outros documentos pessoais.

“As vítimas informaram que a empresa, localizada em um galpão, tinha uma fila enorme de pessoas para participarem da seleção. Mas, no dia seguinte, quando voltaram para terminar o processo, o lugar estava fechado, e um dos donos disse que não havia emprego nenhum”, pontuou a delegada.

Os candidatos informaram na ocorrência que a empresa que os contrataria seria a Art Clean. Os selecionados trabalhariam como encarregado, colaborador, gestor de negócios e outros cargos da área de administração.

Mas, de acordo com apuração, a empresa fica em Santa Catarina. “Fizemos contato com o proprietário dessa empresa, e ele informou que não está ciente do caso e estariam fazendo uso indevido do nome do negócio”, explicou a delegada.

No galpão, a PCDF recuperou as 400 carteiras de trabalho e devolveu 70 aos donos. Quem tiver passado pelo mesmo problema pode entrar em contato com a 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria) para recuperar os documentos.

Mais lidas
Últimas notícias