Família procura homem que desapareceu no DF após jogo do Flamengo

Antonio Felix foi visto pela última vez no dia 17 de novembro, quando saiu para pagar a pensão do filho e se dirigiu a um bar em seguida

Arquivo pessoalArquivo pessoal

atualizado 12/12/2019 19:12

A família do caseiro Antonio Felix da Silva, 61 anos, busca por notícias do homem desde que ele saiu de casa, em 17 de novembro, e não foi mais visto. Segundo a filha dele, Jussara de Souza, no dia em que desapareceu, o pai deixou sua residência, no Gama, em direção a Santa Maria, onde entregou o dinheiro da pensão do filho caçula para outra de suas filhas. Depois disso, ele se dirigiu a um bar, onde assistiu ao jogo do Flamengo.

Na data do desaparecimento, o homem, de fato, esteve no bar onde disse que iria. Ele ficou até a final da partida do time do coração e voltou para casa. “Os clientes e o dono do bar confirmaram que ele esteve lá, e sabemos que ele voltou para casa porque o celular e a carteira estão lá. Então, ele está perdido, sem celular e sem documentos”, revela Jussara.

Segundo a família, Antonio tem problemas com alcoolismo e há histórico de surtos psicóticos entre os irmãos do caseiro. “Nosso medo é esse: de ele ter sofrido algum surto e não saber onde está. Outros irmãos dele já tiveram problema parecido com delírios e se tornaram andarilhos. Tememos que ele esteja na rua e não saiba como voltar para casa”, conta a filha.

Várias pessoas já entraram em contato com a família para informar o paradeiro de Antonio, mas o caseiro não estava em nenhum dos endereços onde teria sido visto. “Chegou para mim que ele foi visto em um bar no Valparaíso (GO). Fomos até lá, mostramos a foto, mas ninguém o reconheceu. Um rapaz disse que ele pediu para usar o banheiro da casa dele e uma conhecida da família nos disse que o avistou em Santa Maria e só não informou a família porque não sabia do desaparecimento”, narra Jussara.

Quem tiver alguma notícia sobre o Antonio Felix da Silva pode entrar em contato com a filha pelo telefone (61) 9320-9521, pelo número 197 da Polícia Civil ou diretamente na 14ª Delegacia de Polícia, onde a ocorrência está registrada: (61) 3207-7315.

Últimas notícias