Engenheiro mata cachorro com taco de beisebol na Asa Sul

Homem foi mordido pelo animal, que estava solto em área pública. Depois disso, invadiu casa vizinha e bateu no cão

Imagem cedida ao MetrópolesImagem cedida ao Metrópoles

atualizado 05/11/2019 20:47

Após ser mordido por um cachorro da raça labrador na noite de segunda-feira (04/11/2019), na 715 Sul, um engenheiro ambiental de 43 anos foi preso por matar o animal que pertence à vizinha. Armado com um taco de beisebol, ele teria desferido cerca de 50 golpes no cão. O homem foi detido após comparecer à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) para registrar boletim de ocorrência contra a dona do bicho.

Na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), ele foi autuado por violação de domicílio qualificada e maus-tratos contra animais. O engenheiro pagou R$ 5 mil de fiança e foi liberado na manhã desta terça-feira (05/11/2019).

Segundo testemunhas, o suspeito chegou a instigar o próprio cachorro a atacar o labrador da vizinha, e os cães começaram a brigar. O agressor, então, entrou na casa da vizinha e iniciou as agressões. A moradora disse, em depoimento à PCDF, que não interviu porque o homem estava bastante alterado e temia também ser atacada.

Omissão de cautela

Moradores da região já haviam registrado ocorrência contra a proprietária do animal morto pelo vizinho. No dia 27 de outubro, uma mulher a denunciou por omissão. O cachorro estava sem coleira e atacou a vítima enquanto ela passeava pela quadra com o sobrinho de sete meses e o afilhado, de 2 anos. Pelos dois casos recentes, ela responderá pelo crime de omissão de cautela.

Últimas notícias