Em ação para prender golpistas, PCDF acha cobra criada ilegalmente

Foram presos, em flagrante, três homens, de 23, 24 e 28 anos, que aplicavam golpes por meio da internet

atualizado 02/04/2021 8:57

PCDF/Divulgação

A 19ªDelegacia de Polícia (P Norte) deflagrou, nessa quinta-feira (1/4), operação para desarticular um grupo criminoso que aplicava golpes por meio de contas bancárias.

Durante a ação, batizada de Falcatrua, foram presos, em flagrante, três estelionatários, de 23, 24 e 28 anos. Os policiais apreenderam ainda vários cartões de crédito, máquinas de cartões, cartões telefônicos, telefones celulares, dois computadores, dinheiro em espécie, uma motocicleta, um automóvel, munições e até mesmo uma cobra americana Corn Snake.

De acordo com o delegado adjunto Thiago Peralva, os presos são os braços de uma organização criminosa e, além de arrecadar contas bancárias para o recebimento dos valores ilícitos (laranjas), um deles era um hacker especialista em clonagem com cartões bancários.

0

Os estelionatários também aplicam golpes utilizando-se de máquinas de cartão de crédito. O proprietário da cobra afirmou que comprou o animal, pela internet, de um morador de Manaus (AM). Teria desembolsado R$ 4,6 mil.

Os presos responderão pelos crimes de organização criminosa, estelionato, falsificação de documento público, posse de munição e maus-tratos aos animais. O preso de 24 anos tinha um mandado de prisão em aberto desde 2016.

Últimas notícias