DF: desempregados madrugam e fazem fila gigante atrás de trabalho

Hortifruti abre 60 vagas para nova unidade. De acordo com os últimos dados da Codeplan, 313 mil pessoas estão sem trabalho na cidade

Andre Borges/Especial para o MetrópolesAndre Borges/Especial para o Metrópoles

atualizado 05/11/2019 12:28

A inauguração de uma unidade de hortifruti na cidade fez com que o processo seletivo atraísse muita gente na manhã desta terça-feira (05/11/2019). Quase 180 pessoas estiveram na frente da porta do Oba, na 209 Norte, com o objetivo de conseguir uma das vagas oferecidas pelo grupo. A nova loja, em Vicente Pires, abrirá 60 oportunidades de trabalho.

Segundo os últimos dados da Codeplan, 18,3% da população estava sem trabalho na capital em agosto. Naquele mês, havia 313 mil desempregados no Distrito Federal, 5 mil a mais do que no mês anterior. As informações são da Pesquisa de Emprego e Desemprego da companhia.

Um dos primeiros da fila, Paulo Henrique Saldanho da Silva, 27, praticamente acampou no local. Ele chegou às 19h de segunda-feira (04/11/2019), na esperança de obter uma chance. Há um mês desempregado, o morador do Itapoã se inscreveu em 10 vagas das 30 opções oferecidas, todas em serviços gerais.

“Eles me entregaram um papel para eu retornar no dia 12 de novembro. Espero conseguir algo, já fui até militar. O desemprego está pegando todo mundo”, destaca Paulo Henrique, ainda tremendo de frio por ter virado a noite na fila.

Em frente à fila, havia uma mesa com água e frutas sendo distribuídas aos candidatos.

Confira fotos da fila:

“Bicos”

Para se inscrever, os candidatos levaram histórico escolar e carteira de trabalho. Parte soube da oportunidade por postagens na internet e outros, por colegas. Foi o caso de Maria Diana, 43. Desempregada há meia década, ela veio em busca de uma vaga na limpeza. “A gente faz os biquinhos para sobreviver”, conta ela, sonhando com um emprego fixo. Mãe de três filhos, ela mora em Brazlândia e era uma das últimas da fila.

Tamerson Rodrigues da Silva, 19 anos, estava desde as 4h da manhã na fila, em busca do primeiro trabalho. “Quero conseguir um emprego, batalhar para sair desse mar de desempregados”, ressalta o jovem. Há 5h na fila, veio de Ceilândia.

De acordo com a gerente de RH do Oba Hortifruti, Cynthia Abreu, a nova loja de Vicente Pires terá 75% de novos funcionários. “Vinte e cinco por cento das vagas serão de transferência, ou seja, pessoal promovido da empresa. O restante será contratado. Queremos montar uma turma com 50 pessoas pela manhã e 50 à tarde. Porém, estamos pensando em fazer mais turnos”, explica a gerente.

Segundo Cynthia, as senhas começaram a ser distribuídas por volta de 7h20. “Tínhamos marcado às 8h, mas cheguei mais cedo e vi que já havia bastante gente na fila. Então, decidimos abrir mais cedo”, afirma.

Últimas notícias