Após 48 horas acampados, 10 já conseguiram emprego em mercado do DF

Eles tiveram prioridade e foram contratados nesta sexta-feira (21/06/2019). No total, 2 mil pessoas formaram fila para entregar currículo

atualizado 21/06/2019 14:31

Rafaela Felicciano/Metrópoles

Após passar dois dias na fila para conseguir entregar o currículo no Melhor Atacadista, Ana Carolina do Nascimento Costa, 36 anos, está entre as 10 primeiras pessoas contratadas. “É uma sensação de dever cumprido. Não poderia ter passado tanto perrengue para não ser contemplada no fim. Só tenho a agradecer. A ficha ainda não caiu”, disse.

Ela conseguiu uma das vagas de operadora de caixa e, segundo informou, deve começar a trabalhar na próxima semana. “Pelo que entendemos, já vamos iniciar os treinamentos. Eu estava precisando muito. Já tenho experiência no cargo e acredito que isso vai me ajudar na função”, destacou.

José Rodrigues, 45, o quinto da fila, também chegou ao local na quarta-feira (19/06/2019) e conseguiu a vaga. “Vou trabalhar no setor de prevenção de perdas. Ainda não recebi informações sobre salário. Agora, isso é o que menos importa. Me emocionei ao saber que já estaria no quadro de funcionários. Esperava muito por isso, já que a renda da minha casa vem apenas do trabalho da minha esposa. Eu precisava ajudar, e consegui. Gratidão é o que eu sinto”, contou o homem.

0

 

Entre as 2 mil pessoas que formaram a fila em frente ao mercado em construção da QR 122 de Samambaia Sul, há universitários, como Bianca Renata de Oliveira Souza, 20. Estudante de engenharia civil na Faculdade Anhanguera, ela quer uma oportunidade para começar a trabalhar. “Acredito que chegou a hora de ter experiência. Estou no quarto semestre do curso e quero continuar até me formar. Tudo é válido. Espero conseguir”, disse.

A estudante Natália dos Santos Evangelista, 22, precisou trancar a faculdade de administração porque não estava conseguindo arcar com os custos do curso. “Vim entregar o currículo para operadora de caixa, mas quero qualquer um dos postos. A minha meta é voltar à faculdade e o emprego me ajudaria muito. Sei que a concorrência é grande e é preciso acreditar que vai dar certo.”

As 10 primeiras pessoas da fila, que começaram a acampar no local desde o meio-dia de quarta-feira (19/06/2019), tiveram prioridade nas contratações. Na madrugada desta sexta-feira (21/06/2019), enfrentaram temperatura mínima de 11,9º, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Os currículos começaram a ser entregues pontualmente às 9h, como previsto. Em uma hora e meia, a empresa recebeu 800. E segue atendendo os candidatos até as 18h.

Cida Santos, 44, mora no P Sul e também foi em busca de uma oportunidade de emprego. “Deixei vários compromissos nos últimos dias para estar aqui. Mesmo com o frio e dormindo ao relento no chão, a minha prioridade é conseguir esse emprego. Estou revezando na fila com meu esposo porque temos uma criança de 8 anos em casa. Tudo vai valer a pena se conseguir e eu acredito que a resposta vai ser positiva”, assinalou.

A empresa está oferecendo 190 postos de trabalho. Entre as vagas disponíveis, estão de encarregados de sessão, operador de caixa, fiscal, repositor, conferente, empilhador, auxiliar administrativo, auxiliar de depósito, analista de TI e analista de RH. A entrega de currículos ocorre a partir das 9h desta sexta, mas muitos interessados estão em frente ao local desde quarta-feira (19/06/2019).

Ana Neris, 50, chegou ao local às 9h desta sexta-feira (21/06/2019) e, até esse horário, era a última da fila. Ela disse ter esperança pela vaga. “Eu queria ter vindo ontem, mas tenho quatro filhos e não consegui. Como estou sem dinheiro para o transporte vim a pé da QR 513, em Samambaia Norte, até aqui. É muito humilhante essa saga. Não imaginava que teria essa multidão aqui. Só espero conseguir entregar o meu currículo também”, disse.

Gerente do estabelecimento, Eduardo Petrotchelly afirmou que, com a alta procura e o sacrifício das pessoas, a empresa disponibilizou lanches para os candidatos, que eram servidos pelos 10 primeiros contratados, que chegaram primeiro e tiveram prioridade. “Estamos muito surpresos com esse tanto de gente. Não imaginávamos que seria assim. Inicialmente, esperávamos receber cerca de 1,5 mil pessoas. Agora, acreditamos que esse cálculo dobrou e supere 3 mil. A média de atendimento vai ser de 300 candidatos por hora”, explicou.

Desemprego em alta

As informações da Pesquisa de Emprego e Desemprego no Distrito Federal (PED-DF), realizada pela Secretaria de Estado de Trabalho, Codeplan e Dieese, mostram que a taxa de desemprego total aumentou de 19,5% para 19,9%, entre os meses de março e abril de 2019. O contingente de desempregados foi estimado em 337 mil pessoas, 11 mil a mais que no mês anterior.

Últimas notícias