DF cai para 8º lugar em ranking de isolamento durante feriado

Mesmo com índice acima de 61%, os moradores da capital respeitaram menos a quarentena contra o coronavírus do que sete unidades da Federação

atualizado 23/04/2020 8:43

Posto em Águas Claras para testes teve reforço da Secretaria de GovernoHugo Barreto/Metrópoles

Como acontece nos fins de semana, o feriado do dia 21 de abril, na última terça-feira, fez com que os brasileiros ficassem mais em casa. Assim, o ranking de isolamento social, medida necessária para evitar o contágio pelo novo coronavírus, acabou sendo mais respeitado no geral. O DF, mesmo com um índice mais alto do que na segunda-feira (20/04), caiu do quarto para o oitavo lugar.

Confira a lista do dia 21 de abril:

Ranking Dos Estados (9) by Leonardo Meireles on Scribd

O feriado – aniversário de 60 anos de Brasília e Dia de Tiradentes – fez com que os brasileiros permanecessem mais em casa. O índice médio no país chegou a 59,7%. O número é distante do ideal, preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Especialistas apontam que a marca de 70% seria mais efetiva para que a Covid-19 tenha um avanço menor.

No gráfico do dia 21 de abril, Goiás segue na liderança, com 64,47% de adesão. Pernambuco, com 62,79%, e Ceará, com 62,68%, completam o “pódio da obediência”.

Já o Distrito Federal apareceu em oitavo lugar, com índice da quarentena de 61,20%. O número é bem maior do que o atingido na segunda-feira (20/04), de 55,45%, que a capital do país ocupou o quarto posto. E menor do que atingido no domingo (19/04), quando Brasília alcançou 61,94% e mesmo assim ficou em 16º lugar na lista.

O ranking do isolamento social é realizado pela empresa de softaware In Loco. Os especialistas utilizam a tecnologia de geolocalização de dispositivos móveis para fazer a medição. São cerca de 60 milhões de equipamentos espalhados pelo Brasil. A In Loco garante que somente esse dado é usado e a privacidade do usuário é respeitada.

Reabertura

Enquanto isso, o Distrito Federal começa a se preparar para sair aos poucos da quarentena. No dia 3 de maio, grande parte do comércio volta a funcionar – somente academias, bares e restaurantes continuarão fechados.

Na quarta-feira (22/04), o governador Ibaneis Rocha (MDB) liberou, por meio de decreto, o funcionamento de escritórios de advocacia, contabilidade, engenharia e arquitetura. O texto também permite que imobiliárias retomem as atividades.

 

 

Últimas notícias