Coronavírus: DF cai para o 16º lugar no ranking de isolamento

Na medição feita no último domingo (19/04), 61,94% dos brasilienses ficaram em casa. Primeira colocação ficou com Goiás

atualizado 21/04/2020 8:28

Metrô faz limpeza de estações para evitar disseminação de covid-19Igo Estrela/Metrópoles

Uma boa notícia e outra nem tanto com o ranking de isolamento social feito por uma empresa de software. A medida, considerada essencial para evitar o contágio pelo novo coronavírus, foi bem obedecida pelo país no último domingo (19/04). Entretanto, o Distrito Federal, que geralmente ocupava as primeiras colocações, caiu para 16º lugar.

Confira a lista:

Ranking Dos Estados (7) by Leonardo Meireles on Scribd

A primeira colocação está com Goiás, com 66,53% de obediência à quarentena. O índice está um pouco mais próximo do indicado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que é de 70%. Já o Distrito Federal alcançou 61,94%.

Importante lembrar que a capital do país já ultrapassou os 70% de isolamento social, entretanto, os moradores foram deixando cada vez mais a medida de ficar em casa. Pior: a medição do índice ocorreu em um domingo, dia em que, geralmente, as pessoas saem menos para a rua.

Por outro lado, em média, 62,5% dos brasileiros atenderam à quarentena no domingo (19/04). Número ainda abaixo do ideal, mas bem melhor que o mostrado no sábado (18/04), de 50%. Ou no domingo anterior (12/04), com 59,8%

O ranking de isolamento social é feito pela empresa de software In Loco. O levantamento utiliza dados de geolocalização de cerca de 60 milhões de dispositivos móveis para saber como está sendo a obediência à quarentena. Somente esse tipo de informação é obtida, preservando a privacidade dos usuários.

Testagem

O esforço feito pela população de ficar em casa já havia surtido efeito no DF, e os números de testagem mostram isso. O governo local realizou, desde a última quarta-feira (15/04), 4.277 exames para detectar a Covid-19. Ou seja, um aumento de 43,93% na quantidade de diagnósticos feitos em pacientes da capital do país.

O número de casos confirmados, no entanto, não seguiu a mesma proporção. Subiu de 696 para 879, o que representa uma alta de 26,29%. No mesmo período, o número de óbitos em decorrência do novo coronavírus subiu de 17 para 24. Assim, a taxa de contaminação caiu de 7,15% para 6,27%.

E os exames continuarão a ser feitos na população da capital do país. A primeira fase, por exemplo, se voltará para o Plano Piloto e Águas Claras, locais com maior incidência do novo coronavírus no DF.

Últimas notícias