DF: 36 dos 298 casos de Covid-19 são de transmissão comunitária

Distrito Federal registrou sua primeira morte de paciente diagnosticada com Covid-19 neste domingo (29/03)

Michael Melo/Metrópoles

atualizado 29/03/2020 22:35

O Distrito Federal tem 36 casos de coronavírus por transmissão comunitária. A informação consta em boletim divulgado pela Secretaria de Saúde (SES-DF) na noite deste domingo (29/03). Atualmente, são 298 pacientes infectados.

Há dois tipos de transmissão: a local e a comunitária. A local ocorre quando as autoridades conseguem rastrear o caminho da infecção: o paciente é infectado por outra pessoa que testou positivo ou esteve em um país onde o vírus está em circulação.

Na transmissão comunitária, as pessoas que não se encaixam nessas hipóteses procuram a rede de saúde e o resultado do exame dá positivo. Ou seja, não é possível rastrear o caminho da doença.

Dos total de casos confirmados, 175 dos registros são do sexo masculino – quase 60% do total. A idade média do paciente masculino infectado é de 43 anos. Já a maior incidência dos registros ocorre na faixa etária de 50 a 59 anos.

Veja a distribuição de casos por idade:

Entre os casos confirmados, confirmados, 31 estão hospitalizados, 19 em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Há apenas um óbito registrado pela doença na capital, da paciente Viviane Rocha, de 61 anos.

Primeira morte

Aos 61 anos, Viviane Rocha é a primeira paciente morta por complicações provocadas pelo novo coronavírus no Distrito Federal. O óbito foi registrado na última segunda (23/03) e confirmado pela Secretaria de Saúde penas neste domingo (29/03).

A confirmação da causa da morte aguardava resultado de contraprova, realizado pela Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Viviane Rocha tinha comorbidades, de acordo com boletim médico. Sofria de obesidade mórbida, hipertensão arterial sem tratamento e era ex-tabagista. O quadro evoluiu para parada cardiorrespiratória às 11h40 do dia 23 de março.

Últimas notícias