Covid-19: delegado-geral da PCDF recebe alta da UTI após 2ª internação

Robson Cândido havia deixado UTI na quinta, mas precisou voltar no dia seguinte. Nesta segunda, ele apresentou melhora

atualizado 22/02/2021 12:11

Robson Cândido, diretor-geral da PCDFAndré Borges/Metrópoles

Diagnosticado com o novo coronavírus, o delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido, precisou retornar à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Home, na última sexta-feira (19/2), devido a dificuldades para respirar. Após passar o fim de semana internado, ele recebeu alta da UTI, na manhã desta segunda-feira (22/2), e foi transferido para um quarto na enfermaria do hospital, localizado na Asa Sul.

Antes disso, na última quarta-feira (17/2), o delegado havia sido internado. Ele ficou na UTI até quinta (18/2). Após apresentar melhora, Cândido foi levado para um quarto da unidade de saúde. Contudo, na sexta, a saturação foi para 75%, e ele precisou de cuidados intensivos.

Novamente sendo tratado na enfermaria do Home, o delegado diz que se sente melhor e que deve retornar para casa nesta terça-feira (23/2).

“Estava me sentindo bem, mas a saturação começou a cair e tive de voltar para a UTI. Foi um momento muito difícil, mas só tenho a agradecer à equipe médica e ao doutor Cícero Dantas, que prestou todo o apoio necessário. Segundo os médicos, amanhã devo ir para casa”, informou ao Metrópoles.

Cândido recebeu o diagnóstico da Covid-19 no último dia 12. Os principais sintomas do policial foram febre, falta de ar e dores pelo corpo.

Últimas notícias