Delegado-geral da PCDF recupera-se da Covid-19 após internação em UTI

Robson Cândido apresentou piora na quarta-feira e precisou de cuidados intensivos. De volta ao quarto, ainda respira com auxílio de oxigênio

atualizado 19/02/2021 14:50

Robson Cândido, diretor-geral da PCDFAndré Borges/Metrópoles

O delegado-geral da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Robson Cândido, deu entrada, na última quarta-feira (17/2), em um hospital particular da capital após sentir dificuldades para respirar. Ele foi internado e encaminhado à unidade de terapia intensiva (UTI), onde ficou até essa quinta-feira (18). O chefe da polícia apresentou melhora e, agora, está em um quarto da unidade de saúde. Ainda não há previsão de alta.

Robson contou ao Metrópoles que está com principio de pneumonia e respira com auxílio de oxigênio. “Achei melhor vir ao hospital para receber os cuidados adequados. Estou reagindo bem aos medicamentos e espero estar em casa na próxima semana”, contou.

O policial havia procurado cuidados médicos na terça-feira (16/2). Cândido recebeu atendimento no DF Star, na Asa Sul, pois estava com dificuldades para se alimentar e com falta de ar. Chegou a tomar soro e voltou para casa volta das 14h30.

Cândido recebeu o diagnóstico da Covid-19 na última sexta-feira (12/2).

Os principais sintomas do policial foram febre, falta de ar e dores pelo corpo. Conforme o Metrópoles informou, o delegado-geral está com 50% dos pulmões comprometidos. “É uma doença muito agressiva, mas estou com boa perspectiva de recuperação”, disse à reportagem.

Últimas notícias