Coronavírus: sem febre, mulher no Hran apresenta discreta melhora

Segundo boletim médico, o estado da paciente de 52 anos ainda é grave, mas o quadro febril cessou e ela teve melhora na respiração

atualizado 16/03/2020 11:52

A primeira paciente diagnosticada com o novo coronavírus no Distrito Federal continua internada em estado grave, mas teve melhora discreta no quadro clínico. A mulher de 52 anos está sob cuidados do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência local para a Covid-19. Segundo o último boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde do DF, ela não apresenta mais febre.

“Paciente internada em isolamento na UTI em estado grave, estável hemodinamicamente com utilização de medicamentos e com suporte ventilatório. Ela apresenta síndrome respiratória aguda severa, com melhora discreta do quadro respiratório, afebril, e tem comorbidades, que agravam o quadro clínico”, informou o boletim.

Marido de paciente

O marido da paciente também foi diagnosticado com a doença. A Secretaria de Saúde ainda aguarda o resultado da contraprova do exame. Por força de ação judicial, apresentada pelo Governo do DF (GDF), ele está em isolamento.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) acionou a Justiça para evitar a movimentação do homem pelo DF. A pasta monitora quem teve contato com o casal antes dos diagnósticos.

Segundo o Ministério da Saúde, o Distrito Federal possui dois casos confirmados e 74 suspeitos do novo coronavírus. A pasta informa que foram descartados 28 pacientes que se encaixavam na definição. A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou que a doença atingiu o patamar de pandemia mundial.

Últimas notícias