Condôminos de prédio na Asa Norte reclamam de assembleia no lockdown

Evento está marcado para o início da noite desta quarta-feira (3/3), na SCLN 303

atualizado 03/03/2021 18:12

Yanka Romão/Metrópoles

Em meio ao lockdwon decretado no Distrito Federal no último dia 26, em decorrência do avanço da pandemia do novo coronavírus na capital do país, a síndica de um condomínio comercial, o Edifício Shopping Norte da SCLN 303 Bloco “A”, determinou a realização de uma assembleia no início da noite desta quarta-feira (3/3).

Por conta da atual situação onde apenas os serviços essenciais podem ficar abertos, como medida para diminuir o índice de contágio do vírus, a decisão gerou revolta nos domiciliados. “Ela quer se reeleger síndica e marcou a assembleia para hoje, em pleno lockdown”, aponta um deles.

“A galera queria participar, levar uma chapa, aí ela empurrou essa assembleia em pleno lockdown, vai aglomerar. Vai fazer uma assembleia de condomínio em plena pandemia em um ambiente comercial fechado”, complementa.

0
O outro lado

Procurada pelo Metrópoles, a síndica Aline Gorete revelou que a assembleia já havia sido marcada antes do decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB).

“Estou prevalecendo porque no decreto não tem nada claro que não possa ter assembleia de condomínio, não tem isso especificado e a outra questão é que o mandato de síndico finaliza agora em março. Se a gente não fizer a eleição, o banco vai bloquear a conta, então, não tem como efetuar os pagamentos, não tem como fazer nada”, esclarece.

“O espaço é muito bom, o subsolo é grande, vai ser tudo arejado, máscara, medidor de temperatura, manter o distanciamento. Essas questões levantadas não são plausíveis. Normalmente, 10 pessoas participam”, revela.

Para a Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios (Abrassp), representada pelo presidente Paulo Roberto Melo, não há problema em tal decisão tomada pela administradora.

“Se for um condomínio pequeno, com a tradição de participação de 10 a 12 condôminos, eu diria que poderia fazer presencial, utilizando realmente todas as formas de distanciamento possível. Porém, se for um condomínio grande, com a tradição de mais de 50 ou 100 condôminos participantes na assembleia, ela pode ser realizada de forma híbrida”, diz.

“Sendo de forma híbrida, ela pode ser um pouco presencial e um pouco virtual. Os condôminos terão as duas opções”, finaliza Paulo.

 

 

 

Últimas notícias