Fiscalização relativa à Covid-19 fecha 72 comércios por dia no DF

Levantamento feito do dia 23 de março de 2020 até 28 de fevereiro deste ano pelo DF Legal aponta 25 mil comércios fechados

atualizado 02/03/2021 17:13

Igo Estrela/Metrópoles

O Distrito Federal completou, na última semana, 11 meses desde que as primeiras medidas sanitárias de combate à Covid-19 foram aplicadas. Entre os vários decretos que determinavam regras para o funcionamento ou não de comércios, mais de 25 mil estabelecimentos foram fechados compulsoriamente até o último final de semana pela Secretaria de Proteção à Ordem Urbanística (DF Legal). A média são 72,68 por dia.

Segundo a pasta, do dia 23 de março do ano passado até 28 de fevereiro deste ano, foram feitas 545.084 vistorias em comércio, 69 em shoppings e 4.778 em feiras no DF. As fiscalizações sempre observaram os decretos vigentes e cobraram disponibilidade de álcool em gel, aferição de temperatura na entrada do público e ordem para não haver aglomeração nos locais.

Ao todo, 12.913 ambulantes foram retirados das ruas; 25.004 estabelecimentos acabaram fechados compulsoriamente; 672, multados por descumprimento de medidas sanitárias; e 1.966 locais foram interditados. Ao longo das próximas duas semanas, a fiscalização continua para garantir o lockdown no DF.

Com relação à obrigatoriedade do uso de máscaras, 82.225 pessoas foram abordadas e 301 delas receberam multas por terem se recusado a utilizar o equipamento de proteção.

Fiscalização do novo lockdown

Ainda na madrugada de domingo (28/2), o DF Legal iniciou a fiscalização do cumprimento das novas medidas de combate à Covid-19 no DF. Anunciado na sexta-feira, o decreto do governador Ibaneis Rocha (PMDB) determina o fechamento de todos os serviços que não sejam essenciais à população pelo prazo de 15 dias – a medida afeta diretamente o setor de restaurantes, lanchonetes e bares.

A operação do DF Legal começou no sábado (27/2), com informações aos comerciantes, e foi até as 2h de domingo (28/2). Os fiscais vistoriaram 29 estabelecimentos e não constataram irregularidades relacionadas às regras sanitárias.

Entre os comércios visitados, nove foram orientados a fechar as portas porque se aproximava do horário de início da vigência do decreto.

A operação ocorreu em São Sebastião, Planaltina, Samambaia, Ceilândia e no Gama.

Últimas notícias