*
 

Não só jornalistas e entidades de renome nacional condenaram a censura do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) ao Metrópoles. Desde sábado (2/6), dia em que a Agência de Fiscalização do Distrito Federal (Agefis) começou a retirar o painel do grupo de comunicação no Setor Bancário Sul, centenas de leitores saíram em defesa do portal nas redes sociais e questionaram a competência do socialista como gestor.

“Tal ação só configura o desespero de um governo ineficiente em período de pré-eleição. Mas espero, sinceramente, que não se calem. Continuem denunciando esse governo ridículo escolhido para nossa capital!”, pediu Elizângela Ferreira.

Valter Loiola aproveitou também para fazer a sua avaliação da atual gestão. “Péssimo governador de Brasília. Saúde, educação, segurança e transportes não temos. Não tem gestão administrativa e comando. Diga não”, pontuou.

A ação do governo é contra um painel de LED que funciona desde o dia 6 de fevereiro deste ano no Setor Bancário Sul. Na manhã desse sábado (2), a Agefis iniciou uma operação de retirada de engenhos publicitários na região, incluindo o do Metrópoles.

Entre os assuntos até então expostos pelo aparelho, a previsão de tempo, a situação do trânsito, o funcionamento de equipamentos públicos, a programação cultural da capital, além de toda a sorte de assuntos de interesse da comunidade, como a recente crise de desabastecimento que alterou a rotina dos brasilienses.

Mas o que parece ter incomodado o governo foi uma peça publicitária do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde) com críticas à atuação de Rollemberg no setor. Dezessete dias após a publicação, a Agefis começou a retirar o painel.

Confira a opinião de outros leitores no Facebook sobre a censura do governo:

 

 

 

COMENTE

setor bancário sulpainel eletrônicoRollemberg censura MetrópolesRepercussão nas redes sociais
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito