Com cinco óbitos, Ceilândia lidera número de mortes por coronavírus no DF

Caso mais recente ocorreu no Sol Nascente. Taxa de Isolamento na região é de 53%, enquanto recomendação da OMS é de 70%

atualizado 04/05/2020 21:40

Com a morte da 33ª vítima do novo coronavírus (Covid-19), Ceilândia passa a liderar o ranking do número de mortos no Distrito Federal, com cinco fatalidades. A vítima, um homem de 67 anos, morava no Sol Nascente e possuía comorbidades: diabetes e hipertensão. Segundo a Secretaria de Saúde, ele começou a apresentar sintomas em 7 de abril, mas só foi internado no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) no dia 17 do mesmo mês. A morte aconteceu nesse sábado (02/05), na mesma unidade de saúde.

O Distrito Federal registrou, nesta segunda-feira (04/05), 1.793 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde, 132 pessoas estão hospitalizadas em decorrência de complicações provocadas pela Covid-19, dessas, 59 precisam do suporte de unidades de terapia intensiva (UTIs).

Os dados vão ao encontro do baixo isolamento da cidade. Enquanto a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) é que o isolamento fique em torno de 70% para mais, a cidade mais populosa do Distrito Federal apresenta índice de apenas 53%.

A falta de consciência pode ser percebida pelas ruas e também nas casas. Durante todo o final de semana, não era difícil encontrar casas com aglomerações e festas. Até as famosas lives de artistas, que deveriam conscientizar as famílias a se manterem no isolamento, são motivo para reuniões de amigos e parentes que não moram na mesma casa.

Em números totais, Ceilândia tem o quarto lugar entre todas RAs do Distrito Federal, com 80 casos confirmados. Ficando atrás apenas do Plano Piloto com 247 casos, Guará com 88 e o Lago Sul com 82 casos.

A morte confirmada no domingo coloca a maior região administrativa no posto de cidade de quinta com maior letalidade pela Covid-19: 6,3%.

0
Recuperados

Do total de pessoas que contraíram o coronavírus no DF, 1.086 se recuperaram. Ou seja, 60% dos infectados conseguiram vencer a luta contra o vírus.

Houve aumento de 24 casos confirmados em relação ao balanço divulgado no início da tarde desta segunda, que indicava 1.769 contaminados.

São 73 infectados a mais se levado em conta os dados da noite de domingo (03/05), quando o quadro apontava 1.720 doentes.

Últimas notícias