Coronavírus: DF tem 1.793 infectados e 132 pessoas hospitalizadas

Ao todo, 59 precisam do suporte de unidades de terapia intensiva (UTIs), de acordo com o boletim divulgado nesta segunda-feira (04/05)

Os testes em Ceilândia continuaram sendo feitos no sistema drive-thruHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 04/05/2020 19:51

O Distrito Federal registrou, na noite desta segunda-feira (04/05), 1.793 casos confirmados do novo coronavírus. De acordo com o balanço, divulgado às 18h55, 132 pessoas estão hospitalizadas em decorrência de complicações provocadas pela Covid-19, dessas, 59 precisam do suporte de unidades de terapia intensiva (UTIs).

Do total de pessoas que contraíram o coronavírus no DF, 1.086 se recuperaram. Ou seja, 60% dos infectados conseguiram vencer a luta contra o vírus.

Houve aumento de 24 casos confirmados em relação ao balanço divulgado no início da tarde desta segunda, que indicava 1.769 contaminados.

São 73 infectados a mais se levado em conta os dados da noite de domingo (03/05), quando o quadro apontava 1.720 doentes.

Mortes

O Distrito Federal registrou 33 mortes em decorrência da doença. O óbito mais recente foi comunicado oficialmente nesse domingo (03/05).

De acordo com informações da Secretaria de Saúde, a 33ª vítima é um homem de 66 anos, morador do Sol Nascente, que tinha diabetes e hipertensão – comorbidades que podem agravar o quadro do paciente.

Segundo a pasta, ele começou a apresentar sintomas em 7 de abril, mas só foi internado no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) no dia 17 do mesmo mês. A morte aconteceu nesse sábado (02/05), na mesma unidade de saúde.

0

 

Leitos

O governador Ibaneis Rocha (MDB) afirmou, nesta segunda-feira (04/05), que 10 novos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) estão prontos para receber pacientes de Covid-19 no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência no tratamento de pessoas com o novo coronavírus no Distrito Federal.

Com as novas UTIs, o hospital dobrará a capacidade de atender doentes mais graves que necessitam de cuidados intensivos. O Hran contava com 10 leitos de UTI, todos ocupados.

Também nesta segunda, foi publicado decreto determinando que os hospitais particulares devem informar a Secretaria de Saúde sobre a situação dos leitos para pacientes com o novo coronavírus.

É preciso detalhar se o leito está livre, bloqueado, em manutenção, ocupado por pacientes com ou sem a Covid-19. O texto estabelece que os hospitais deverão informar, imediatamente, ao Complexo Regulador em Saúde do Distrito Federal todas as alterações relacionadas às UTIs.

Últimas notícias