Referência no tratamento de Covid-19 no DF, Hran tem 100% de UTIs ocupadas

No entanto, a Secretaria de Saúde informa que não há lista de espera de pacientes. Pontua ainda que 28% dos leitos estão ocupados atualmente

atualizado 04/05/2020 16:00

Fachada do HranMyke Sena/Especial para Metrópoles

Referência no tratamento de pessoas com coronavírus no Distrito Federal, o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) está com 100% dos leitos das unidades de terapia intensiva (UTIs) ocupados. De acordo com a Secretaria de Saúde do DF, não há, porém, lista de espera de pacientes.

São 10 leitos no Hran para pacientes mais graves e que necessitam de cuidados intensivos. Todos ocupados. A pasta informa também que o DF conta atualmente com um total de 172 vagas de UTIs para os infectados pelo novo coronavírus. Até esse domingo (03/05), 49 (ou 28%) estavam ocupados, situação muito diferente da verificada em outras unidades da Federação.

Há leitos disponíveis em outros hospitais que formam a rede referenciada para o enfrentamento à Covid-19, como HUB; HRSM; HBDF; HCDF; e UPA Núcleo Bandeirante; ainda segundo comunicou a Saúde.

Na Região Centro-Oeste, por exemplo, dos 466 municípios, apenas 41 contam com centros de tratamento intensivo no Sistema Único de Saúde (SUS).

Na fase crítica da Covid-19, pacientes de Goiás (246 municípios), Mato Grosso (141) e Mato Grosso do Sul (79) precisam ser transferidos para cidades maiores, onde há uma estrutura de saúde capaz de dar o atendimento adequado aos enfermos. No Rio de Janeiro, pelo menos 90% dos leitos estão ocupados com pacientes que contraíram a doença.

Os últimos dados da Saúde referentes ao coronavírus, divulgados no começo da tarde desta segunda-feira (04/05), mostram que 1.740 pessoas foram infectados pela Covid-19 no Distrito Federal. Desse total, 1.009 se recuperaram e 33 morreram. A vítima mais recente é um homem de 66 anos, morador do Sol Nascente.

Segundo a pasta de Saúde, o homem tinha comorbidades: diabetes e hipertensão. O paciente começou a ter sintomas da Covid-19 no dia 7 de abril, mas só foi internado no Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) no dia 17 do mesmo mês. Morreu no sábado (02/05), na mesma unidade de atendimento.

Últimas notícias