Ibaneis autoriza concurso para a Polícia Civil e convoca 100 PMs

Em solenidade no Palácio do Buriti, o governador também anunciou nomeação de peritos criminais e a convocação de oficiais e praças da PM

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 05/09/2019 14:25

O governador Ibaneis Rocha (MDB) autorizou, nesta quinta-feira (05/09/2019), o novo concurso da Polícia Civil (PCDF). Serão 600 vagas imediatas e 1,2 mil como cadastro reserva, além de 300 para escrivães. Foi uma das ações anunciadas em solenidade no Palácio do Buriti, que inclui também a nomeação de 83 peritos criminais para a corporação. Outro ponto foi a convocação de 100 de candidatos aprovados para oficiais da Polícia Militar e de 750 praças da PM, que serão chamados em janeiro de 2020. A assinatura da autorização deve ocorrer até o fim da próxima semana.

O governador também entregou 122 novas viaturas para apoiar futuras investigações. Segundo o diretor-geral da PCDF, Robson Cândido, todas as entregas feitas para a polícia serão devolvidas com resultados nas investigações. Da mesma forma, o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, cotado para assumir a Polícia Federal, afirmou que o reforço na perícia criminal chega em um momento decisivo. “Mostra o compromisso do governo com a segurança”, assinalou.

Ibaneis fez um discurso duro contra a violência no Distrito Federal. Segundo ele, o GDF precisa mostrar que o crime não compensa e Brasília não é lugar de bandidagem. “Os governos anteriores tinham desprezo para com as forças de segurança”, disparou. “A polícia aqui mata muito pouco. Bandido bom é o que se submete à Justica. Nós temos que colocar na cabeça dos criminosos a certeza da punição”, discursou o governador.

Outras ações divulgadas incluem a construção de uma nova delegacia em Taguatinga, que atenderá Ceilândia. Do ponto de vista físico, o GDF anunciou que reformará o IML e outras delegacias existentes. Além de comprar 5 mil pistolas.

Na última sexta-feira (30/08/2019), o governador nomeou 82 aprovados no concurso público da Polícia Civil para o cargo de perito criminal. Os nomes dos novos servidores foram publicados em edição extra do Diário Oficial do DF daquele dia. O certame refere-se ao Edital nº 01, de março de 2016, que previa 20 vagas efetivas e 80 de cadastro reserva.

Reforço

A autorização para o concurso da Polícia Civil assinada nesta quinta-feira (05/09/2019) pelo governador Ibaneis Rocha havia sido anunciada na segunda-feira (02/09/2019) pela Secretaria de Economia do DF. A portaria que consta no sistema interno do governo prevê 600 vagas de provimento imediato para o cargo de agente da corporação. Da mesma forma, fica autorizada a previsão de 1,2 mil oportunidades no cadastro reserva.

Segundo o documento que autoriza o lançamento, assinado pelo secretário de Economia, André Clemente, o prazo para publicação do edital é de 180 dias, ou seja, até março de 2020. O cargo de agente tem remuneração inicial de R$ 8.284,55, sem contar os benefícios.

Todos esses anúncios ocorrem em um momento no qual o Distrito Federal tem uma realidade preocupante. Conforme o Metrópoles mostrou, em reportagem de 26 de agosto, o número de aposentados, pensionistas e profissionais da reserva da Polícia Militar, da Polícia Civil e do Corpo de Bombeiros (CBMDF) superou a quantidade de servidores na ativa. Hoje, atuam nas ruas e em serviços administrativos das corporações 21.123 funcionários, enquanto 26.361 pessoas já cumpriram o tempo de serviço.

Últimas notícias