Deixe os tabus do lado de fora e pode entrar. Tudo sobre sexo, para você gozar a vida.

Sexo lésbico e oral são preferências femininas no pornô. Entenda

Sexólogo explica por que mulheres gostam mais de cenas com sexo oral, masturbação e casais lésbicos quando vão consumir pornografia

atualizado 18/03/2021 9:05

Preferências femininas no pornôFoto: Zave Smith/Getty Images

Apesar da pornografia ter seu maior público entre os homens, muitas mulheres também consomem o conteúdo. De acordo com levantamento feito pelo Sexy Hot, 35% do público do site é feminino.

Mas fica a pergunta: as mulheres se excitam com as mesmas coisas que os homens? A resposta é, na maioria das vezes, não. A pesquisa indica que, diferente dos homens, que demonstram mais interesse em estereótipos de atrizes, como loiras e ruivas, as mulheres preferem assistir cenas de sexo oral e masturbação.

A categoria de sexo oral, inclusive, chega a ter 70% de suas visualizações realizadas por mulheres. Isso faz dela a única categoria da plataforma com mais acessos femininos do que masculinos.

Segundo o terapeuta sexual André Almeida, isso acontece por conta da diferença dos processos de excitação de homens e mulheres. Para algumas teorias da psicologia evolucionista, enquanto os homens tendem a ser mais visuais, as mulheres tendem a ser mais sensoriais.

“O pornô é feito, majoritariamente, de homens para homens. Logo, todo o cenário, comportamento e repertório é focado na penetração e genitalização, que estão no imaginário do público masculino, até por construção social, mas não chama tanto a atenção das mulheres, na maioria dos casos”, explica.

O resultado disso é que, quando vão consumir pornografia, as mulheres costumam preferir ver sexo oral, carícias, foco no clitóris, estímulo dos seios, beijos mais quentes etc. Também por conta disso, o público feminino acaba por se excitar mais com os chamados soft porn (pornô suave) – filmes eróticos que não focam na penetração em si, mas no ato sexual como um todo.

Pornô lésbico

Outra categoria que aparece entre os maiores interesses femininos em plataformas de pornografia é o sexo lésbico. Os dados mostram que mesmo mulheres heterossexuais, na hora de ver pornô, se excitam mais com o sexo entre duas mulheres.

O sexólogo pontua que, além de muito comum, o interesse nada tem a ver com orientação sexual, mas sim com o que mais excita. Em cenas lésbicas a penetração é menos valorizada, dando espaço para mais masturbação, sexo oral etc.

“Normalmente o pornô lésbico traz comportamentos mais atrativos para mulheres, ou seja, mais pegada e menos penetração. E é importante entender que isso não tem nada a ver com orientação, mas sim com o que é mostrado como repertório de prazer naquelas cenas”, afirma.

Últimas notícias