Marcas, ideias e pessoas que impactam no mundo da comunicação

Mosaico realiza pesquisa inédita com influenciadores transgêneros

Estudo com mais de 200 criadores revela que há déficit das grandes marcas em ativar o nicho para além das pautas do mês do Orgulho

atualizado 15/07/2021 16:32

pesquisa transDivulgação

Pesquisa inédita, realizada pela Agência Mosaico, com o apoio da TransEmpregos e da Youpix, aponta que 79% dos criadores de conteúdo transgéneros do Brasil estão no Instagram, sendo que 74% são considerados nano-influenciadores – ou seja, têm menos de 10 mil seguidores. Do total, 21,7% são micro influenciadores (nomes que possuem entre 10 e 100 mil seguidores) e somente 3,7% são personalidades com 100 a 500 mil seguidores.

Ainda de acordo com os dados, 33% dos produtores de conteúdo trans moram em São Paulo, são heterossexuais e, na maioria, homens trans. O mapeamento contou com a participação de mais de 200 influenciadores, entre as idades de 18 e 35 anos.

“Queremos que, com essa pesquisa, as marcas comecem a perceber que o universo da sigla T é sim representativo e pode ainda contribuir muito para o marketing das marcas”, explica a coordenadora da pesquisa Yhevelin Guerin, da área de Business Intelligence e sócia da Mosaico. “A diversidade é uma realidade e nossos esforços serão sempre em trazer pluralidade ao marketing de influência, mas não só no mês do Orgulho LGBTQIA+, comemorado em junho”, complementa.

A Mosaico é uma agência que atua em todas as frentes do Marketing de Influência, sendo expert no desenvolvimento de estratégias de influência, gestão, mapeamento, monitoramento e relacionamento de influenciadores, além de agenciar criadores de conteúdo.

A pesquisa completa pode ser acessada aqui.

Mais lidas
Últimas notícias