Tudo o que rola no universo dos famosos e da televisão, sob o olhar atento de Leo Dias e equipe.

Victor Sarro comenta: “A Globo é arrogante em termos de produção”

Humorista participou do programa Resenha Proibidona e disse que Globo trata artista como "fruta em máquina de suco"

atualizado 01/07/2021 14:29

Victor Sarro fará espetáculo em BrasíliaReprodução

Embora tenha muitos elogios à emissora que o revelou para o grande público, Victor Sarro também não se esquiva de criticar a Rede Globo. O humorista foi o entrevistado do Resenha Proibidona desta quarta-feira (30/6), apresentado por Leo Dias e Dedé Galvão, na FM O Dia, e falou o que pensa sobre o canal.

“Acho que a Globo é um pouco arrogante em termos de produção. Eles estão percebendo que o streaming chegou para arrebentar com tudo e querem transformar a Globo em uma grande Netflix. Só que o público que tem Netflix não assiste TV aberta”, comentou ele, que falou também sobre a carreira artística.

“A carreira de artista te dá um limite para ganhar dinheiro. Chega uma hora que você não ganha mais. É diferente da carreira de um médico, que você se forma e tem um trabalho para o resto da vida. É muito difícil. Tem que juntar o máximo de dinheiro que conseguir porque daqui a um tempo ninguém vai lembrar de você”, afirmou.

Recentemente, Sarro já havia comparado o trabalho na Globo com a Record e, no Resenha, ele reiterou sua opinião. “Na Globo, você é tratado como um número. Se não for bom o suficiente, te tiram. Como uma fruta em uma máquina de suco, eles te espremem até o bagaço e não se preocupam em plantar sua semente para render mais frutos”.

“A prova viva disso é o Faustão. A Globo é um lugar incrível para trabalhar. Eles pagam em dia, te dão toda a estrutura, é maravilhoso. Mas a partir do momento em que você não é mais relevante, te colocam em um lugar que não tem volta. O Faustão não pode voltar nem para dar tchau. Na Record, não é assim. Lá, te tratam com mais carinho”, disse Sarro.

Últimas notícias