Por Ilca Maria Estevão, Rebeca Ligabue, Hebert Madeira e Sabrina Pessoa

Balenciaga reinterpreta acessórios da Gucci na coleção de verão 2022

Agora foi a vez de a grife sediada em Paris "hackear" códigos da colega italiana – que havia feito isso em abril, no compilado Aria

atualizado 09/06/2021 15:43

Look da Balenciaga na coleção primavera/verão 2022 intitulada CloneBalenciaga/Divulgação

A coleção de primavera/verão 2022 da Balenciaga traz nada menos que acessórios da Gucci reinterpretados. Em abril, a marca italiana deu o que falar no mundo da moda, ao “hackear” silhuetas e códigos trabalhados pelo diretor criativo Demna Gvasalia. Agora, foi a vez de ele fazer o mesmo na Balenciaga, reimaginando bolsas e outras peças tradicionais da Gucci. Apesar de manterem as silhuetas e características originais, os acessórios ganharam intervenções marcantes, incluindo um monograma híbrido.

Vem saber os detalhes!

Giphy/Balenciaga/Divulgação

The Hacker Project

Como a coluna explicou em abril, a “parceria” entre a Gucci e a Balenciaga não é considerada oficialmente uma collab. Alessandro Michele, diretor criativo da marca italiana, explicou que sua reinterpretação do “rigor inconformista de Demna Gvasalia” trata-se de um “hack”. Ou seja: é como se ele tivesse “hackeado” códigos da Balenciaga, que agora fez o mesmo com acessórios da Gucci.

Em entrevista ao WWD, Gvasalia revelou ter feito uma abordagem mínima no design das peças. Um dos poucos detalhes alterados foi o icônico monograma sessentista GG, que ganhou várias letras B duplas. O mesmo ocorreu com a clássica fivela GG da Gucci, que aparece reinterpretada com a letra B em peças como cintos e bonés.

Outra intervenção interessante é a bolsa tote decorada com a frase “This is not a Gucci bag” (Esta não é uma bolsa da Gucci), feita com tinta em spray. O detalhe remete ao quadro La Trahison des Images (1929) do pintor surrealista belga René Magritte. A obra tem o desenho de um cachimbo e, embaixo, a frase “Isto não é um cachimbo”.

Os acessórios reinterpretados foram lançados no último domingo (6/6), durante o desfile digital da coleção coed primavera/verão 2022, e dão continuidade ao chamado The Hacker Project, iniciado pela Gucci. Clones digitais da pintora norte-americana Eliza Douglas modelam os 44 looks da apresentação. O rosto da musa da marca foi inserido nos modelos, por meio de computação gráfica. O vídeo tem direção de Quentin Deronzier.

Bolsa da Balenciaga na coleção SS22 Coed RTW
Códigos da Balenciaga foram reinterpretados na última coleção da Gucci. Agora, foi a vez de os acessórios da grife italiana serem “hackeados” pela colega

 

Look da Balenciaga SS22 Coed RTW
No lugar da tradicional fivela GG que aparece nos cintos da Gucci, repare a letra B dupla

 

Look da Balenciaga SS22 Coed RTW
O monograma sessentista da grife italiana também teve as letras G substituídas pelo B, de Balenciaga. De resto, o design das bolsas continua igual aos originais, mas com a assinatura da marca sediada em Paris

 

Look da Balenciaga SS22 Coed RTW
Aqui, a reinterpretação surge no boné, na bolsa e na pasta

 

Look da Balenciaga SS22 Coed RTW
A frase grafitada “Isto não é uma bolsa da Gucci” faz referência a um quadro do artista René Magritte

 

Expectativa de venda

Os acessórios do Hacker Project apresentados pela Balenciaga têm previsão de chegar às prateleiras em novembro. Alguns itens, etiquetados à mão, serão vendidos como edições limitadas. Assim como a Gucci, a grife dirigida por Demna Gvasalia pertence ao conglomerado de luxo Kering, que também detém as etiquetas de moda Alexander McQueen, Bottega Veneta, Saint Laurent e Brioni, todas sediadas na Europa.

“Nós vemos nosso mundo através de um filtro aperfeiçoado, polido, conformado, photoshopado”, informa a nota que dá início à apresentação digital de primavera/verão 2022 da Balenciaga. “Não deciframos mais entre o não editado e o alterado, o genuíno e o falsificado, o tangível e o conceitual, o fato e a ficção. A tecnologia cria realidades e identidades alternativas, um mundo de clones digitais.”

Alessandro Michele
Alessandro Michele, diretor criativo da Gucci, “hackeou” silhuetas e códigos da Balenciaga na coleção Aria, apresentada em abril. Para ele, não se trata de uma collab entre as duas marcas

 

Look da coleção Aria, da Gucci
Este look da coleção Aria mistura elementos das duas labels, incluindo o blazer acinturado e a mistura de calça e bota da Balenciaga

 

Demna Gvasalia
Demna Gvasalia deu continuidade ao chamado The Hacker Project na coleção primavera/verão 2022 da Balenciaga, que inclui as novidades femininas e masculinas da temporada

 

Desfile digital da coleção Clone (SS22), da Balenciaga
A coleção foi batizada de Clones e traz diversos modelos com o rosto da artista Eliza Douglas

 

Eliza Douglas
A pintora norte-americana é musa da grife e já apareceu em desfiles e grandes campanhas

 

Primavera/verão 2022

As reinterpretações de acessórios da Gucci adentram a temática de “realidades alteradas”, apresentada na nova coleção da Balenciaga. O trabalho inclui calças jeans estilo cargo, além de várias peças em modelagem oversized, como jaquetas corta-vento, moletons e outros itens com estética urbana.

Vestidos ganham drapeados e volumes diferenciados. Confira o trabalho completo de spring/summer 2022 da grife neste link e assista ao desfile digital no vídeo abaixo:


Colaborou Hebert Madeira

Últimas notícias