Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

O favorito da lista tríplice para ser indicado por Bolsonaro ao TSE

Advogado André Ramos Tavares é considerado favorito na lista tríplice por ministros do STF e juristas ligados ao Palácio do Planalto

atualizado 04/05/2022 19:42

Fachada do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia do julgamento da fusão que cria o União Brasil, maior legenda do País 0Igo Estrela/Metrópoles

O advogado André Ramos Tavares é considerado por integrantes do STF e por juristas ligados ao Palácio do Planalto o favorito da lista tríplice para ser o escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro como novo ministro do TSE.

Segundo fontes do Supremo e do Planalto, Tavares conta com “padrinhos” importantes. Entre eles, o ministro Ricardo Lewandowski, que tem boa relação com militares, e juristas, como Karina Kufa, advogada eleitoral do presidente da República.

Somam-se a isso as relações dos outros dois integrantes da lista tríplice: Vera Lúcia Santana e Fabrício Medeiros. A primeira é integrante do grupo Prerrogativas, que faz oposição a Bolsonaro. O segundo também tem padrinhos opositores ao presidente.

Fabrício é advogado do DEM há anos e tem relação próxima com o ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia. O advogado também é apoiado pelo ministro do STF Alexandre de Moraes, um dos principais adversários de Bolsonaro na Corte hoje.

O nome a ser escolhido pelo presidente da República para o TSE entrará no lugar do ministro Raul Velloso Filho, que havia sido indicado por Bolsonaro em 2019, mas pediu para deixar a Corte antes do tempo alegando problemas de saúde.

A escolha é importante para o atual ocupante do Palácio do Planalto, sobretudo em razão do ano eleitoral. O novo ministro certamente terá de se posicionar sobre ações que questionem atos de campanha de Bolsonaro à reeleição.

Mais lidas
Últimas notícias