Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Lira pretende liderar “bonde” à COP26 que terá deputada não vacinada

Presidente da Câmara deve levar dez deputados para conferência do clima na Escócia, entre eles, Carla Zambelli (PSL-SP), que não se vacinou

atualizado 25/10/2021 18:29

arthur lira, presidente da câmara, em close com fundo pretoIgo Estrela/Metrópoles

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), avisou a deputados que pretende liderar pessoalmente a comitiva de parlamentares da Casa que irá à COP26, a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas. O evento acontecerá de 31 de outubro a 12 de novembro em Glasgow, na Escócia.

O “bonde” da Câmara, entretanto, será reduzido. Mais de 40 deputados pediram para integrar a comitiva. Mas Lira avisou que deve autorizar a viagem de apenas dez parlamentares. Dentre eles, a presidente da comissão de Meio Ambiente, Carla Zambelli (PSL-SP).

Bolsonarista de carteirinha, Zambelli confessou recentemente ao Metrópoles que não tomou a vacina contra a Covid-19, requisito para entrar em todo o Reino Unido. À coluna, ela disse que o comprovante não será obrigatório e que irá apresentar um exame PCR negativo para viajar a Glasgow.

Lira também deverá levar o coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, Rodrigo Agostinho (PSB-SP). Os outros nomes da comitiva são: Paulo Bengtson (PTB-PA), Evair de Melo (PP-ES), Zé Vitor (PL-MG), Neri Geller (PP-MT), Arnaldo Jardim (Cidadania-SP), David Soares (DEM-SP), Zé Silva (SDB-MG) e Aliel Machado (PSB-PR).

Da lista, apenas Agostinho e Aliel não fazem parte da Frente Parlamentar Agropecuária, a popular “Bancada do Boi” da Câmara.

Além dos deputados, a comitiva brasileira para a COP 26 deve ter ainda integrantes do Executivo, como diplomatas e ministros. Ela será liderada pelo ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. O presidente Jair Bolsonaro, que também não se vacinou, não confirmou presença.

No evento, os países devem debater medidas para redução das emissões de carbono e tratar das metas para o cumprimento do acordo de Paris.

Mais lidas
Últimas notícias