Notícias, furos e bastidores de política e economia. Com Gustavo Zucchi

Globo nega a Bolsonaro fazer entrevista do JN no Palácio da Alvorada

Ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff tiveram direito de serem entrevistados pelo JN no Alvorada quando disputaram reeleição em 2006 e 2014

atualizado 04/08/2022 21:49

Igo Estrela/Metrópoles

A Rede Globo negou ao presidente Jair Bolsonaro (PL) o pedido para que a entrevista dele ao Jornal Nacional fosse concedida do Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República.

O PL havia feito a solicitação alegando que os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, tiveram o mesmo direito quando tentaram reeleição em 2006 e 2010, respectivamente.

Na época, os apresentadores do Jornal Nacional viajaram até Brasília para realizar a tradicional sabatina do programa jornalístico com presidenciáveis que buscavam a reeleição no Palácio do Alvorada.

A decisão da emissora deixou integrantes do Palácio do Planalto e da campanha eleitoral contrariados. Para assessores de Bolsonaro, seria uma demonstração de parcialidade da Globo, que dispensou aos presidentes do passado um tratamento diferente ao do oferecido a Bolsonaro.

A campanha segue negociando com a emissora as condições da sabatina.

Em nota enviada à coluna, a emissora informou: “Em decisão tomada em 2014, logo após as eleições, a Globo definiu que todas as entrevistas em anos eleitorais seriam feitas em seus estúdios. A medida buscou demonstrar que todos os candidatos são tratados em igualdade de condições”.

Leia a íntegra da nota:

“Em decisão tomada em 2014, logo após as eleições, a Globo definiu que todas as entrevistas em anos eleitorais seriam feitas em seus estúdios. A medida buscou demonstrar que todos os candidatos são tratados em igualdade de condições.

Em abril desse ano, o calendário de todas as entrevistas foi informado aos partidos. A decisão de realizar as entrevistas nos estúdios da Globo já valeu para as entrevistas do g1 e da GloboNews, sem contestação.

Ontem e hoje, o PL solicitou que as entrevistas com o presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição, fosse feita no Palácio da Alvorada. A Globo rejeitou o pedido em face dos motivos aqui expostos. Novamente para garantir igualdade de condições, o prazo para que os candidatos aceitem as entrevistas se encerra impreterivelmente hoje”.

Ordem de entrevistas

As entrevistas ao telejornal com os candidatos ao Palácio do Planalto terão 40 minutos para todos os presidenciáveis e serão conduzidas pelos âncoras William Bonner e Renata Vasconcellos.

Bolsonaro será o primeiro entrevistado. Na sequência, foi sorteado André Janones (Avante) para o dia 23, mas o deputado desistiu da candidatura nesta quinta-feira (4/8) para apoiar o petista Lula.

Ciro Gomes (PDT) foi sorteado para 24 de agosto; Lula para o dia 25; e Simone Tebet (MDB) para o dia 26.

Em 2018, Bolsonaro deu a entrevista ao Jornal Nacional direto da bancada no primeiro turno. No segundo turno, após a facada, ele e Fernando Haddad (PT) foram entrevistados de casa.

Mais lidas
Últimas notícias