Defesa de Wizard tentou última cartada para evitar depoimento

O empresário, que está nos Estados Unidos, não apareceu para prestar depoimento à comissão nesta quinta-feira (17/6)

atualizado 17/06/2021 14:50

CPI covid senado Oitiva do Antonio Barra Torres diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária 1Hugo Barreto/Metrópoles

A defesa do empresário Carlos Wizard, que está nos Estados Unidos, tentou uma última cartada para evitar o depoimento dele à CPI da Covid do Senado, nesta quinta-feira (17/6).

Por volta das 7h, os advogados do empresário entraram em contato com a comissão e pediram uma audiência com o presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD-AM).

No contato, a defesa deixou claro que gostaria de ter uma conversa presencial com Aziz para pedir o reagendamento da depoimento de Wizard para outro dia.

O presidente da CPI ignorou a solicitação. Como o empresário não apareceu, Aziz decidiu pedir a retenção do passaporte de Wizard; a medida será imposta assim que ele chegar ao Brasil.

Últimas notícias