Atacado por Bolsonaro, vice-presidente da Câmara cobra reação de Lira

Marcelo Ramos quer que Arthur Lira declare publicamente que aumento do fundo eleitoral foi acordado em reunião de líderes conduzida por Lira

atualizado 20/07/2021 21:55

Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O 1º vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), cobrou do presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), uma reação aos ataques que sofreu por parte do presidente Jair Bolsonaro.

Ainda no domingo (18/7), dia em que o chefe do Palácio do Planalto culpou Ramos pela aprovação do fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões para 2022, o vice-presidente da Câmara ligou para Lira.

Na conversa, Ramos pediu que o presidente da Casa declarasse publicamente que o acordo para elevar o valor do fundo foi fechado em uma reunião de líderes conduzida por Lira na residência oficial.

Segundo apurou a coluna, o deputado do PL cobrou ainda que o presidente da Câmara dissesse que Ramos não feriu o regimento interno enquanto presidiu a sessão do Congresso que aprovou o fundão.

Lira, por sua vez, teria ponderado que já tem defendido o vice-presidente da Câmara nos bastidores e que Bolsonaro estaria irritado com Ramos por ataques feitos pelo deputado ao presidente da República.

Publicamente, porém, o presidente da Câmara não comentou o assunto. Procurados pela coluna oficialmente, Lira e Marcelo Ramos preferiram não se manifestar.

Últimas notícias