Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari

“Todo abusador tem porta-voz”, diz Dani Calabresa sobre Marcius Melhem

A atriz afirma que Marcius Melhem usou de uma estratégia para descredibilizar suas vítimas e desqualificar mulheres

atualizado 24/03/2023 14:28

Dani Calabresa Leonardo Hladczuk/Metrópoles

A atriz Dani Calabresa apontou, em entrevista exclusiva à coluna, que “todo abusador tem um porta-voz” e que o ator Marcius Melhem usou de estratégias para descredibilizar suas vítimas e desqualificar as mulheres que o denunciaram por assédio sexual e moral. 

Nesta sexta-feira (24/3),a coluna publica entrevistas com quatro mulheres que acusam Marcius Melhem de assédio sexual e sete testemunhas do caso. Todas trabalham ou trabalharam na área de humor da TV Globo, contam as experiências que viveram ao lado do ator.

As vítimas de Melhem afirmam que foram alvos de acusações e ataques após terem denunciado os supostos crimes do ator. Os ataques motivaram o grupo a, depois de três anos, aceitarem o convite da coluna para falar publicamente sobre os casos de assédio sexual e moral. 

 

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
Publicidade do parceiro Metrópoles 4
0

“Todo o abusador tem porta-voz, tem estratégia, e a estratégia é descredibilizar as vítimas e desqualificar as mulheres. ‘Ah, então essa é uma amante vingativa’. ‘Essa é uma ex-namorada louca’. ‘Essa é uma ambiciosa que quer fama’. Ele tenta confundir a opinião pública e tentar manipular a narrativa de: ‘São todas loucas'”, apontou Dani Calabresa na entrevista.

As mulheres afirmam que os fatos narrados por Dani Calabresa não foram casos isolados e que, ao também contarem suas histórias, foram acusadas de terem se unido para “acabar com a vida” de Melhem. 

“Eu tenho tanta coisa mais para fazer do que acabar com a vida de alguém. Isso não aconteceu só com a Dani Calabresa, entendeu? E não estão todas aqui. Muitas estão com medo e não vieram e não conseguiram. Eu recebi um telefonema antes da gente começar a filmar, dizendo que estava tendo ataque de pânico. Então, assim, não é fácil estar aqui. É muito difícil. A gente está pela gente, pelas mulheres desse país e pela Dani Calabresa”, disse a atriz e roteirista Luciana Fregolente, uma das acusadoras de Melhem. 

Veja abaixo o vídeo desse momento da entrevista e, aqui, o episódio completo.

(Colaboraram Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Natália Portinari)

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna