Com Bruna Lima, Edoardo Ghirotto, Eduardo Barretto e Paulo Cappelli

Rodrigo Garcia virou ministeriável com adesão à campanha de Bolsonaro

Bolsonaro não falou de forma explícita, mas aliados do presidente entenderam que Rodrigo Garcia poderá fazer parte de um novo governo

atualizado 04/10/2022 23:32

Governador, candidato a reeleição, Rodrigo Garcia durante coletiva Fábio Vieira/Metrópoles

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, é tratado pela campanha de Bolsonaro como um forte candidato a ministro em um eventual segundo mandato do presidente.

Bolsonaro sugeriu na reunião com Garcia, na terça-feira (4/10), que poderá buscar ministros no PSDB para compor um novo governo.

O presidente não disse de forma explícita que entregará uma pasta a Garcia, mas as autoridades que participaram da reunião entenderam o recado.

Garcia deverá atuar na campanha como um antídoto contra Geraldo Alckmin em São Paulo. A campanha espera que o governador use a máquina pública para aglutinar o apoio de prefeitos e vereadores do interior em torno das candidaturas de Bolsonaro e de Tarcísio de Freitas.

Mais lidas
Siga as redes do Guilherme Amado
Últimas da coluna